• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Esforço concentradod o Congresso » Ricardo Berzoini: "Não é conveniente" votar decreto de conselhos

AE

Publicação: 01/09/2014 20:19 Atualização:

Em linha com a tese do governo de que eleições não representam o momento de votações polêmicas no Congresso, o ministro das Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, afirmou que "não é conveniente" colocar em votação o decreto que regulamenta os conselhos de participação social. Assinado pela presidente Dilma Rousseff, o texto cria o Sistema Nacional de Participação Popular. Para Berzoini, os parlamentares deveriam votar projetos que tenham consenso.

"Achamos que esse tema não é conveniente votar em pleno processo eleitoral", afirmou Berzoini, após explicar que considera "razoável que haja um debate político sobre isso". Para o ministro, "se se quer votar outras matérias, evidentemente que não se pode provocar impasse". E completou: "o impasse só interessa a quem quer obstruir a pauta da Câmara e do Senado."

Mais cedo, o líder do governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (PT-RS) já tinha dito que ia tentar convencer as demais lideranças a não colocar em votação o decreto que trata da participação social. Já as declarações de Berzoini foram dadas ao chegar no Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável.

"Os partidos da base aliada vão tentar dialogar para construir uma pauta que seja possível de ser votada. Temos pouco tempo e precisamos garantir que, se houver quórum, a Câmara vote alguns projetos de interesse da população", emendou Berzoini, ao defender que se deixe temas polêmicos como este para outra ocasião. O Congresso realiza, esta semana, um esforço concentrado para tentar aprovar medidas já que tanto a Câmara quanto o Senado ficam em recesso branco durante a campanha eleitoral.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.