• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Posicionamento » Em debate, Marina volta a propor plebiscito sobre aborto Candidata do PSB respondeu a perguntas de jornalistas sobre temas polêmicos, como os ganhos dela com palestras, a descriminalização do aborto e do consumo de maconha

Correio Braziliense

Publicação: 01/09/2014 19:37 Atualização:

Em debate na noite desta segunda-feira (1º), a candidata à Presidência pelo PSB, Marina Silva, respondeu a perguntas de jornalistas sobre temas polêmicos, como a descriminalização do aborto e da maconha, além de seus ganhos com palestras.

Marina disse que “não defende” a descriminalização do aborto, e afirma que a “melhor solução” sobre o tema poderia ser encontrada por meio de um plebiscito. “Eu acho que esse debate tem que ser feito com muito cuidado. Envolve questões éticas, filosóficas e espirituais. Eu não satanizo ninguém que defende a legalização das drogas”, disse ela.

Logo na primeira pergunta, Marina também foi questionada por um jornalista sobre seus ganhos com palestras, protegidos por cláusulas de confidencialidade. Segundo o jornalista, Marina recebeu quase R$ 1,6 milhão de reais em palestras ao longo dos últimos anos. “Isso (a confidencialidade) é muito mais uma exigência de quem contrata do que minha. Eu da minha parte não tenho problema nenhum”, desconversou ela.

O debate é promovido pela emissora SBT e pelo portal UOL.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.