• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Justiça » MPF obtém condenação de ex-prefeito de Brejão Ex-gestor foi condenado por frustrar licitação realizada para reformar Mercado Municipal

Publicação: 29/08/2014 17:19 Atualização:

O Ministério Público Federal (MPF) em Garanhuns (PE) conseguiu a condenação, na Justiça Federal, de Joseraldo Rodrigues Bezerra, ex-prefeito de Brejão, no Agreste. De acordo com o MPF, o ex-gestor e três integrantes da comissão de licitação do município frustraram procedimento licitatório realizado em 2005. Eles e o empresário favorecido também foram condenados.

A licitação foi decorrente de convênio firmado entre o município e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com o objetivo de reformar o Mercado Público Municipal de Brejão. Após fiscalização da Controladoria Geral da União (CGU), no entanto, foram constatadas várias irregularidades no procedimento licitatório, como a inexistência de documentação da habilitação fiscal das empresas participantes e a falta de projeto básico da obra.

Além disso, inquérito da Polícia Federal detectou outros problemas, como a participação da mesma pessoa física representando empresas diferentes na mesma licitação, não publicação do edital em jornais de grande divulgação e a participação de empresa fictícia no procedimento. O MPF constatou, então, que o ex-prefeito e os membros da comissão de licitação beneficiaram a empresa R.R Galvão Ltda., vencedora do certame.

Penas
Joseraldo Rodrigues Bezerra, Eder Marcone Vieira, Maria Mariza Duarte Santiago (ambos ex-membros da comissão de licitação do município), João Bosco de Lins (presidente da comissão de licitação) e o empresário Arlindo Nemésio de Siqueira Cavalcanti Neto (favorecido na licitação) foram condenados à pena de dois anos de detenção e pagamento de multa, as quais foram substituídas por penas restritivas de direitos. Os réus ainda poderão recorrer dessa decisão.

Do Ministério Público Federal

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.