• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Recursos » Paulo Câmara promete pagar o FEM anualmente e torná-lo política de estado

Filipe Barros - Diario de Pernambuco

Publicação: 28/08/2014 10:10 Atualização: 28/08/2014 12:07

Paulo Câmara quer repassar os valores anualmente para que os municípios apliquem conforme as suas necessidades. Foto: Assessoria de imprensa/PSB (Assessoria de imprensa do PSB)
Paulo Câmara quer repassar os valores anualmente para que os municípios apliquem conforme as suas necessidades. Foto: Assessoria de imprensa/PSB
Vivendo um bom momento na campanha eleitoral depois que viu o seu crescimento nos números das intenções de voto, o candidato ao governo do estado pelo PSB, Paulo Câmara, prometeu tornar o Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) em política de estado. A intenção do socialista é consolidar o benefício, criado na gestão Eduardo Campos, que era padrinho político e principal cabo eleitoral do candidato da Frente Popular. Ele quer repassar os valores anualmente para que os municípios apliquem conforme as suas necessidades.

"Nós criamos no governo Eduardo o fundo que passa recursos sem burocracia e eles decidem como esse dinheiro vai ser usado na cidade e isso deu muito certo em 2013, os municípios tiveram a possibilidade de estruturar as cidades. Já me comprometi que o FEM vai ser uma política de estado e vai ter todo ano, gerando renda e qualidade de vida para a população. Vamos criar o FEM social para implantar uma educação de qualidade não só no estado, mas também nos municípios", afirmou o candidato em entrevista à uma rádio local nesta quinta-feira (28), lembrando que os municípios estão apertados nas finanças e que o fato é responsabilidade do governo federal que realizou "uma gestão muito danosa para os municípios".

Ainda segundo o socialista, a educação integrada entre os municípios é o caminho para que Pernambuco continue no caminho do desenvolvimento. Ele aproveitou para lembrar uma frase do ex-governador Eduardo Campos. "Ontem apresentei a educação integrada, que vai cuidar do ensino fundamental e médio em todos os municípios. A educação é o caminho e sei disso porque conquistei tudo que tenho hoje a partir da educação. Nossa gestão vai se preocupar com os municípios, promovendo uma integração, mas também vai ser um governo das parcerias com as igrejas, com os trabalhos de conscientização, com os municípios. Eduardo sempre dizia; "quando o filho de um pobre estudar na mesma escola que o filho do rico, teremos uma educação equilibrada", lembrou.

Acusado pela coligação "Pernambuco Vais Mais Longe", encabeçada pelo candidato ao governo do estado, Armando Monteiro (PTB), de usar demasiadamente a imagem de Eduardo Campos, vítima de acidente aéreo no dia 13 de agosto, em Santos, litoral de São Paulo, Câmara afirmou que não vai explorar a imagem de Eduardo. "Tive uma parceria com Eduardo de muitos anos. Tínhamos uma trajetória de amizade e companheirismo. Nós estávamos construindo um programa de governo ouvindo Eduardo. Esse é o dialogo que vamos mostrar a população de maneira muito clara e transparente. Vamos mostrar o que ele pensava, o que ele fez e o que eu vou fazer. Os sonhos de Eduardo, já estão com Marina e é ela que vai implantar nacionalmente o que ele sonhou".

Agenda

O candidato da Frente Popular cumprirá agenda na Região Metropolitana nesta quinta-feira. Às 13h, ele almoça com amigos do Tribunal de Contas do Estado. Câmara é concursado do órgão, que , órgão que vai fiscalizar sua gestão caso ele seja eleito governador. Após o encontro, o candidato realiza dois atos políticos no Cabo de Santo Agostinho, litoral sul de Pernambuco. Em Ponte dos Carvalhos, ele faz caminhada e encerra a agenda do dia na Vila COHAB, ao lado ex-prefeito da cidade Lula Cabral (PSB).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.