• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Economia » Armando Monteiro defende moderação de concessões fiscais e endividamento

Júlia Schiaffarino

Publicação: 26/08/2014 15:45 Atualização: 26/08/2014 16:35

Candidato ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro Neto (PTB) defendeu, nesta terça-feira (26) a necessidade de uma “moderação” no volume de concessões de incentivos fiscais. Ainda de acordo com ele, o estado precisa desacelerar o ritmo do endividamento sob o risco de comprometer mais da receita do que o aceitável. “Se a gente continuar a se endividar com a velocidade dos últimos dois anos, logo, logo a gente estará fora do limite”, disse na manhã desta terça-feira (26) durante visita ao Mercado do Cordeiro.

Para driblar a guerra fiscal e manter o atração de empresas, o candidato aposta, como saída, no investimento em infraestrutura, especialmente a melhoria das estradas.  A matemática capaz de combinar essas três posturas seria, na opinião do candidato, uma “caça” a parcerias e convênios com o governo federal. “Precisamos fazer com que o estado não faça investimentos apenas com empréstimos. Convênios não são dívidas. Por exemplo, o Arco Metropolitano. A contrapartida é pequena, quase não afeta o endividamento do estado”, comentou Armando Monteiro.

Pernambuco é o 13º estado do país, em nível de comprometimento. Em dezembro de 2013, conforme dados da Secretaria da Fazenda, era acumulada uma dívida consolidada da ordem de R$ 9,061 bilhões. Números do Tesouro Nacional atestam que em abril de 2014, estavam comprometidos 45% da Receita Corrente Líquida. “Até 50% da receita corrente líquida anual, é algo administrável”, ponderou Armando Monteiro.

No mercado 

A agenda da manhã desta terça no Mercado do Cordeiro estava previsa para ocorrer no dia em que faleceu o ex-governador Eduardo Campos, tendo sido cancelada na ocasião. Desta vez, Armando Monteiro fez questão de caminhar sem pressa pelos boxes e falar com as pessoas que estavam almoçando. Em um dos box leu, a pedido de uma comerciante, o Salmo 15, da Bíblia. Mais adiante, encontrou um grupo de pessoas do interior e conversou demoradamente com elas sobre disparidades entre a capital e as demais regiões do estado.

Ele estava acompanhado do candidato ao Senado João Paulo (PT), de vereadores do Recife e candidatos proporcionais da coligação. A coordenação da campanha tem feito as agendas de maneira a garantir que na maioria dos dias ele almoce em um mercado público ou em uma feira. Os espaços são responsabilidade do Poder Municipal, assim não há uma proposta de campanha específica pelo petebista para eles. Armando Monteiro defende, no entanto, um maior incentivo por parte do governo estadual em parceria com as prefeituras para revitalização e incremento do comércio que se desenvolve nesses locais. 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.