• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Esclarecimento » Presidente do PSB explicará gastos de jato de Eduardo Campos

Agência Estado

Publicação: 24/08/2014 13:54 Atualização: 24/08/2014 17:02

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O presidente do PSB, Roberto Amaral, deverá esclarecer nesta segunda-feira, 25, os gastos com o jato que transportava Eduardo Campos, de maio até o ultimo dia 13 de agosto, quando o ocorreu a queda da aeronave em Santos que culminou com a morte do ex-governador de Pernambuco e de mais seis pessoas que compunham a equipe de campanha do candidato.

Foi o que disse o deputado Beto Albuquerque, candidato a vice-presidente na chapa do PSB, agora encabeçada pela ex-senadora Marina Silva. O candidato estava na manhã de hoje no Centro de Tradições Nordestinas (CTN) na zona norte da capital paulista, onde ele e a ex-senadora cumpriram agenda de campanha.

Ao ser perguntado pela reportagem como estava vendo as discussões sobre a possibilidade de a candidatura de Marina ser inviabilizada caso não preste conta à Justiça Eleitoral sobre os gastos com a aeronave, Albuquerque disse que não cabe a ele e nem a Marina responder estas questões e que amanhã o PSB, na voz do seu presidente prestará todas os esclarecimentos. "Não cabe a mim e à Marina explicar isso", disse.

Albuquerque admitiu que a questão legal da prestação de contas é importante e disse que o PSB não vai fugir de se pronunciar sobre o assunto. "Ninguém vai fugir das responsabilidades e das resposta", afirmou.

Albuquerque minimizou eventuais dificuldades que o governo de Marina Silva enfrentaria junto ao Congresso para fazer os ajustes e as reformas na economia dado o baixo número de parlamentares que o PSB deverá eleger nas eleições de outubro.

"É diferente um governo eleito com apoio do povo e um governo, como o da Dilma que desde o início de formou repartindo cargos, que já nasceu refém", disse. De acordo com ele, é melhor um governo que começa com uma minoria "do que um governo de Dilma e Aécio, que se vencer, será por tempo na TV", o que demanda acordos para distribuição de cargos. "É isso que o Brasil não aceita mais".

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Marcia Camargo
Marina blablabla, quem te não te conhece que te compre. E sua primeira coletiva??? Quando o jornalista perguntou sobre o jatinho ilegal e suas conexões com contrabando e lavagem de dinheiro, a santinha perdeu a pose e mandou sua claque vaiar, chamando os repórteres de petralhas. Responder??? Pra quê | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.