• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Lançamento de propostas » Nordeste no foco de Aécio Presidenciável tucano lança hoje plano de desenvolvimento centrado nas vocações da região

Estado de Minas

Publicação: 23/08/2014 08:00 Atualização:

Candidato do PSDB anunciou também o Brasil Acessível, com ações destinadas a pessoas com deficiência física. Foto: Marcos Fernandes/ObritoNews  (Marcos Fernandes/ObritoNews)
Candidato do PSDB anunciou também o Brasil Acessível, com ações destinadas a pessoas com deficiência física. Foto: Marcos Fernandes/ObritoNews
Depois de anunciar ontem o Programa Brasil Acessível, o candidato do PSDB à Presidência da República, senador Aécio Neves, lança hoje, em Salvador, o Programa Nordeste Forte, que prevê medidas para o desenvolvimento da região. Entre os projetos a serem adotados estão modificações na carga tributária e investimentos em irrigação. O objetivo, segundo o candidato, é dar “um choque de infraestrutura no Brasil”. “Mas vamos, principalmente, estabelecer as vocações específicas de cada uma das nossas microrregiões”, disse.

Quinta-feira, na Paraíba, Aécio prometeu priorizar investimentos no Nordeste. Em crítica ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT), o candidato afirmou ser necessário dar condições para que os próprios municípios superem dificuldades. “Porque o Brasil se transformou num Estado unitário hoje. Apenas o governo federal tudo tem. Apenas o governo federal tudo pode e todos dele são dependentes. O nosso governo será o governo da descentralização”, afirmou.

Lançado na Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação (ABBR), o Brasil Acessível, destinado a pessoas com deficiência física, prevê obras de acessibilidade e a construção centros de reabilitação por intermédio de parcerias com estados e municípios. Os recursos, segundo o comitê do candidato, sairiam do governo federal. “O governo federal pode ser o parceiro que não foi até hoje. No nosso programa de governo, estamos apresentando o projeto Brasil Acessível. Para todos os municípios brasileiros que apresentarem projetos de acessibilidade, haverá financiamento do governo federal. Esse custo é muito pouco em comparação com o benefício que traz”, afirmou Aécio.

O tucano fez campanha ontem no Rio de Janeiro. O candidato disse que, com o novo cenário depois da morte de Eduardo Campos e a confirmação de Marina Silva como a candidata do PSB, é o menos conhecido entre os presidenciáveis. O tucano afirmou também que não vai cooptar apoio de socialistas descontentes com a oficialização de Marina como candidata ao Palácio do Planalto.

“Tenho um enorme respeito pelo PSB, não vou fazer nenhuma ação de cooptação de quem quer que seja. Se ao longo do caminho a nossa proposta sensibilizar setores do PSB ou ligados ao PSB, obviamente que serão bem-vindos”, disse Aécio, em entrevista na ABBR, no Jardim Botânico, Zona Sul da capital fluminense. Aécio disse que a entrada de Marina na disputa não muda sua estratégia. O tucano continuará polarizando com o PT e fazendo críticas ao governo federal. “Nós somos a mudança segura, verdadeira, consistente que o Brasil espera. Agora, com esse novo quadro, eu sou o menos conhecido dos candidatos e as nossas propostas podem se tornar conhecidas. Tenho confiança de que estaremos lá (no segundo turno)”.

O tucano visitou o hospital da associação, acompanhado do deputado federal Otávio Leite (PSDB-RJ). A estratégia é intensificar a presença de Aécio no Rio, onde Marina foi mais forte nas eleições de 2010. Ele deve ter agenda no estado amanhã e segunda-feira. O presidenciável tucano comentou reportagem que mostrou que a presidente da Petrobras, Graça Foster, e o ex-diretor da estatal Nestor Cerveró repassaram bens para parentes. “Não tenho informações para prejulgar, mas me parece que merece uma investigação essa transferência de imóveis, de patrimônio, dos diretores, dirigentes e ex dirigentes. Parece-me, num momento como esse, ser merecedor de investigação. E o Tribunal de Contas tem a responsabilidade constitucional de fazer essa investigação”, defendeu Aécio.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.