• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Paz socialista » Presidente do PSB diz que chapa será registrada com harmonia na coligação O primeiro ato de campanha conjunto da nova chapa será realizado neste sábado, no Recife

Estado de Minas

Publicação: 22/08/2014 11:29 Atualização: 22/08/2014 14:11

O presidente do PSB, Roberto Amaral, disse que o registro da nova chapa deve ser feito ainda hoje no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e assegurou a harmonia da coligação. “Não há ruído entre a Rede e o PSB, todos estão unidos”, disse ele. Alinhado com a direção partidária, o senador Rodrigo Rollemberg, que passou o dia de ontem fazendo campanha em Brazlândia, entende ser natural alguns atritos, já que são dois partidos distintos. “Temos que entender agora que a Rede tem a cabeça de chapa e o PSB a vice. Mas estamos juntos nesse processo”, assegurou.

O primeiro ato de campanha conjunto da nova chapa será realizado amanhã, no Recife, terra de Eduardo Campos, com a presença de toda a família e do prefeito da capital, Geraldo Júlio. O simbolismo do ato não está atrelado apenas à morte precoce e às cenas de comoção coletiva dos populares durante o enterro do ex-governador pernambucano, no domingo passado. “Para Eduardo, tão prioritária quanto a eleição presidencial, estava a eleição de Paulo Câmara para o governo de Pernambuco, como uma forma de manter vivo o seu legado e sua trajetória política e administrativa no estado”, disse um assessor do PSB.

Agronegocio


Como forma de neutralizar resistências de vários setores à sua candidatura à Presidência pelo PSB, Marina Silva adotou um discurso mais ameno em relação a temas sensíveis, como agronegócio e energia. Marina transformou seus posicionamentos numa espécie de declaração de pontos de vista e do que deve nortear o programa de governo. A candidata destacou dois de seus principais aliados – o ambientalista João Paulo Capobianco e o vereador e empresário Ricardo Young – para conversar com empresários e tentar angariar apoio e doações para a campanha. O objetivo deles é derrubar a imagem de que Marina é contra o agronegócio e se opõe a avanços tecnológicos como sementes transgênicas.

Os dois contarão com o reforço do empresário Guilherme Leal, sócio da Natura, que em 2010 foi candidato a vice-presidente de Marina. Leal já estava apoiando a chapa de Campos financeiramente – doara R$ 400 mil segundo a primeira prestação de contas –, mas agora, segundo interlocutores, está “muito entusiasmado” em assumir algum papel na campanha. Amanhã, Young e Capobianco terão uma reunião em São Paulo com o presidente da Sociedade Rural Brasileira, Gustavo Junqueira, que, em entrevista, afirmou que vê a aproximação com entusiasmo. 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.