• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Início do guia » PSB, PT e PSDB farão homenagens a Eduardo Campos em propaganda política O PSB dedicará todo o tempo para uma homenagem ao socialista

Paulo de Tarso Lyra

Publicação: 19/08/2014 08:50 Atualização: 19/08/2014 12:23

A propaganda política eleitoral que se inicia hoje ainda terá, em maior ou menor grau, a presença do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morto em um desastre aéreo em Santos, na semana passada. O PSB dedicará todo o tempo para uma homenagem ao socialista, com cenas da campanha até agora, imagens da família, depoimentos de amigos, aliados e da nova candidata da coligação, Marina Silva. PT e PSDB também dedicarão parte do tempo ao tema, mas de maneira residual. Sabem, especialmente após o crescimento de Marina nas pesquisas de intenção de voto, que é preciso afinar o discurso e acelerar a campanha para evitar surpresas.

O que vai ao ar hoje na propaganda do PSB está sendo guardado como segredo de estado. “Só quem está no topo da campanha sabe alguma informação mais precisa”, admitiu André Lima, candidato a deputado federal pela legenda, em Brasília. Ele aposta, no entanto, que Marina deve aparecer como uma candidata a vice bem presente, que ajudou a consolidar a candidatura e a campanha do PSB. “Marina agregou valor à essa caminhada”, completou ele.

Candidato à reeleição e uma das pessoas mais próximas a Eduardo, o deputado Júlio Delgado (MG) lembra que, ao lado de algumas outras pessoas, gravou um depoimento sobre o líder morto, no longo velório que avançou pela madrugada de domingo. “Precisamos fazer essa homenagem. E quem vai apresentá-la é Marina, a vice escolhida por ele”, acrescentou Delgado.

A ideia dos estrategistas da campanha é que, na propaganda de quinta-feira, o foco já seja mudado, trazendo Marina como a candidata oficial da legenda. O plano combina com a reunião da Executiva Nacional do PSB marcada para amanhã e que servirá para oficializar a substituição. Os socialistas também trabalharão hoje, após a missa em homenagem a Campos que será celebrada na Catedral de Brasília, em uma carta de compromissos do PSB que deverá ser aceita por Marina.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.