• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Campanha » Um gás na dobradinha socialista Eduardo sobe no palanque de Paulo Câmara, reforça qualidade do seu indicado ao governo e convoca militância da Frente Popular

Rosália Rangel

Publicação: 08/07/2014 08:21 Atualização:

Um evento para animar a militância, os amigos e os aliados políticos. Assim foi a mobilização organizada ontem pelo comando da campanha do candidato do PSB ao governo do estado, Paulo Câmara. A festa funcionou como uma espécie de "esquenta" para as atividades de rua e contou com a presença do presidenciável do PSB, Eduardo Campos. O socialista, que está cumprindo um roteiro pesado de viagens pelo país, disse que veio a Pernambuco porque queria "aplaudir" o afilhado político. "Hoje eu vim aqui para dizer que Paulo Câmara foi um grande líder nesses 100 dias", afirmou, referindo-se ao trabalho realizado na fase da pré-campanha.

Para plateia formada por secretários estaduais, diretores de empresas públicas e presidentes de partidos, que lotaram a Arcádia do Paço Alfândega, Eduardo declarou confiança no auxiliar. "Paulo, você está preparado para liderar esse processo. Claro que do seu jeito, com sua humildade, ouvindo as pessoas, porque é isso que as pessoas querem", frisou Eduardo.

O socialista disse, ainda, que durante os 100 dias em que Paulo Câmara trabalhou na construção da aliança da Frente Popular, formada por 21 partidos, nunca teve "prazer" de receber um telefonema dele para reclamar ou pedir alguma coisa. "Isso é sinal de segurança. Ligou muita gente para elogiar, para reclamar. E quero dizer aqui que o tempo de reclamar acabou. Agora é trabalhar para ganhar a eleição".

Antes do discurso de Eduardo, que durou quase 30 minutos, Câmara falou do compromisso de ganhar a eleição para continuar avançando nos programas implantados na gestão do PSB nas áreas de educação, saúde e com o Pacto pela Vida, programa de combate à violência que reduziu o número de homicídios no estado. "Para governar um estado, é preciso ter experiência administrativa e contar com um time de políticos engajados na luta em favor do povo", observou.

Em quase duas horas de evento, o candidato socialista recebeu palavras de apoio de amigos como o prefeito do Recife, Geraldo Julio, e do governador João Lyra (PSB), que demostrou engajamento na campanha. "Eduardo, você pode caminhar o país com Marina (Silva, candidata a vice), que por aqui a gente vai andar todo o estado". A militância também foi convocada pelos candidatos a vice-governador Raul Henry (PMDB) e a senador Fernando Bezerra (PSB). Eduardo reforçou que voltará ao estado quantas vezes for necessário. Ele deixou agendada sua volta ao Recife para 5 de outubro, para comemorar a vitória do aliado, e disse que em 1º de janeiro estará na posse de Paulo Câmara, e, à tarde, em Brasília, para subir a rampa do Palácio do Planalto.

Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.