• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições 2014 » Pimentel retoma caravanas em campanha ao governo de MG

AE

Publicação: 07/07/2014 15:17 Atualização:

O candidato ao governo de Minas Gerais pelo PT, Fernando Pimentel, escolheu outro ponto central da capital mineira no segundo dia de campanha: o Café Nice, na Praça Sete, ponto de encontro dos candidatos que fazem campanha em Belo Horizonte.

"Nesse início de campanha, privilegiamos o centro por dois motivos: primeiro porque tem Copa do Mundo, inclusive com jogo amanhã, e é natural que a gente esteja onde vai ser o grande evento nacional. E o segundo é que eu quero resgatar um pouco do que fizemos em Belo Horizonte na minha época de prefeito. Por isso fomos ontem ao Aglomerado da Serra, região Centro-Sul", disse a jornalistas, após tomar o tradicional café do estabelecimento, acompanhado de seu vice, Antonio Andrade (PMDB) militantes e deputados estaduais e federais, como Patrus Ananias, da coligação "Minas pra Você" (PT, PMDB, PROS, PCdoB e PRB).

Ele informou que, após a Copa do Mundo retomará os trabalhos das "Caravanas da Participação", que na pré-campanha foram realizadas mais de 30 visitas pelo interior do Estado. Ele disse que a sua proposta de governo é de um modelo "extremamente participativo".

"Esse modelo já foi testado na em localidades prefeitura de Belo Horizonte quando eu fui prefeito e testado em localidades aonde o campo democrático popular governa ou governou", explicou. Para ele, esse modelo é o contrário do que o candidato ao governo pelo PSDB, Pimenta da Veiga, tem apresentado.

"É o contrário do que foi feito em Minas nos últimos 12 anos e é ao contrário do que apresentam as propostas do campo adversário: a proposta dele é um governo centralizado, governo de "gênios", querendo mandar num Estado que, eu gosto de repetir, não tem dono. O dono e Minas é o povo mineiro", ressaltou, informando que a apresentação mais detalhada do plano de governo será apresentada quando começar a campanha de televisão, pela maior visibilidade.

Ele ainda comentou que o centro de Belo Horizonte é um lugar "muito emocionante", já que trabalhou na região mais de 20 anos. Seu pai tinha uma loja, na Rua Paraná, e ele dava aula de economia, na UFMG, na rua Curitiba. "Isso aqui é um pouco o pedaço da minha história, gosto muito de voltar aqui e sempre fui recebido bem", falou.

Questionado se a campanha pode se tornar agressiva, uma vez que há recente debate entre ele e Pimenta sobre "quem é mais mineiro", esse comentou que não é uma agenda dele e sim uma preocupação do adversário. "Para quem está fora de Minas é sempre uma preocupação. Nós não temos esse problema, nós nunca saímos daqui. Minha agenda é discutir os temas relevantes para a população de Minas Gerais, como saúde e educação. Acho que esse diálogo através da imprensa não acrescenta em nada, não vou ficar respondendo uma agenda que é a dele não é a de Minas Gerais", enfatizou.

Sobre a queda do viaduto sobre a avenida Pedro I, na região da Pampulha, Pimentel apenas disse que "por enquanto estamos nos solidarizando com a dor das vítimas e das famílias". Nesta terça-feira, 8, o candidato não terá agenda pública prevista.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.