• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Espírito Santo » Dilma confirma novo edital para aeroporto de Vitória

AE

Publicação: 02/07/2014 12:58 Atualização:

A presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) disse que o governo desistiu de aguardar a liberação do Tribunal de Contas da União (TCU) para obras de modernização do aeroporto de Vitória, no Espírito Santo. "Chegamos à conclusão que TCU não vai liberar a obra do aeroporto de Vitória, por isso publicamos hoje no Diário Oficial um novo edital de licitação para o aeroporto", afirmou, durante cerimônia de entrega de 496 unidades habitacionais e anúncio de investimentos em Vila Velha (ES).

Segundo Dilma, o governo tem tentando tirar do papel obras que estão sendo aguardadas por décadas, como o caso do aeroporto capixaba. Ela destacou que neste caso "é testemunha" do empenho dos líderes da região. "Eu sou testemunha que todos os governadores, senadores, deputados, de que partido for, tentaram conosco, no TCU, resolver o problema da obra para não ter de licitar tudo outra vez", disse. "Mas o governo federal tomou a decisão de parar com essa espera, de parar com a tentativa de ir todo dia no TCU argumentar. É melhor a gente começar tudo outra vez", disse.

Dilma ponderou que a obra sairá mais cara do que o previsto inicialmente, mas disse "que é da vida". "Publicamos o edital, vamos licitar e vamos construir um novo terminal e um novo sistema de pista e de pátio", completou. Segundo a presidente, o novo aeroporto será do tamanho da importância do Estado. "Eu falo para os pessimistas, nós vamos fazer um aeroporto do tamanho do Espírito Santo. Não é pra 3 milhões de passageiros (por ano) é para, no mínimo, 10 milhões de passageiros por ano."

A presidente aproveitou a cerimônia também para citar outros investimentos do governo federal no Estado e disse que será publicado amanhã no Diário Oficial a licitação para duplicação de 51 km da BR-262. "Esperamos ter a obra no início de outubro", afirmou.

Dilma disse também que o governo assinou a ordem de serviço para a ampliação do cais de Atalaia, no Porto de Vitória, que contará com R$ 140 milhões em recursos federais.

De acordo com a presidente, no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o governo federal está investindo R$ 1,4 bilhão para a oferta de água e serviços de saneamento. "No passado, ninguém gostava de colocar dinheiro no esgoto porque ia enterrado. Nós gostamos, pois quando se coloca dinheiro em saneamento estamos colocando dinheiro na saúde e para nós é visível", afirmou. Em seu discurso, Dilma falou inicialmente que o valor destinado para o segmento era de R$ 1,1 bilhão, no entanto, ela se corrigiu posteriormente e afirmou que o total era R$ 1,4 bilhão.

Dilma destacou ainda a importância da utilização de produtos com conteúdo nacional e citou como exemplo os Estados Unidos, que sabem valorizar sua produção. "EUA fazem política de conteúdo nacional, e o Brasil faz da mesma forma no petróleo", afirmou. Segundo a presidente, só no Espírito Santo, com recursos do Fundo da Marinha Mercante, serão construídas sete sondas de petróleo.

Como sempre faz, Dilma citou ainda os programas Mais Médicos e o Pronatec, que oferecerá 8 milhões de vagas até o final do ano e mais 12 milhões de vagas em uma segunda etapa. "São 188 mil jovens mulheres e trabalhadoras no Espírito Santo", frisou. A presidente segue para Vitória (ES) onde participa justamente da formatura de alunos do Pronatec.

À tarde, Dilma retorna a Brasília para a assinatura de contratos do PAC Mobilidade Urbana para o Grande ABC e para o anúncio de investimentos para os municípios de Campos dos Goytacazes (RJ) e de Rio Branco (AC), no Palácio do Planalto.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.