• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições 2014 » Na falta de "surpresas", convenção do PDT teve apagão durante discurso

Tércio Amaral

Publicação: 29/06/2014 15:50 Atualização: 29/06/2014 15:54

Na ausência de energia elétrica, celulares foram utilizados na sede do partido. Foto: Tércio Amaral/DP/D.A. Press
Na ausência de energia elétrica, celulares foram utilizados na sede do partido. Foto: Tércio Amaral/DP/D.A. Press

A convenção do PDT, realizada na manhã deste domingo (29), na sede do partido, no Recife, contou com uma surpresa inesperada: um apagão no meio do discurso do ex-prefeito de Carpina Manuel Botafogo. O político estava num discurso empolgado, citando Deus e a bíblia quando houve a queda de energia. No momento, alguns políticos chegaram a declarar que era a “presença” divina.

Antes mesmo da convenção, que começou por volta de meio-dia, a sede do partido também tinha ficado sem energia. O curioso é que a sede do PDT fica na Av. João de Barros, a poucos metros da diretoria da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). Quando as luzes se apagaram, o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, disse que o encontro não seria interrompido pelo contratempo.

 

Aliás, esta foi a “única” surpresa da convenção. Além de referendar o apoio à candidatura de Armando Monteiro Neto ao governo do estado, o encontro teve a presença do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, o deputado Guilherme Uchôa, que era contra a aliança. Mesmo defendendo o PSB, que tem como candidato o ex-secretário Paulo Câmara como postulante, o parlamentar não criticou o partido e disse que iria respeitar a decisão dos trabalhistas.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.