• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Reação » Paulo Câmara desafia Armando a mostrar como geriu empresas da iniciativa privada em Pernambuco

Aline Moura - Diario de Pernambuco

Publicação: 27/06/2014 12:52 Atualização: 27/06/2014 15:10

O pré-candidato do PSB ao governo do estado, Paulo Câmara, desafiou o senador Armando Monteiro Neto (PTB), seu principal oponente na disputa estadual, a mostrar o desempenho que teve na administração de empresas privadas no estado. Câmara fez a provocação numa rádio local depois de ouvir Armando dizendo que ele só servia para “bandeirar”, não para apitar o jogo. Na ocasião, Armando também afirmou que ele não tinha “treino” para liderar, mas para ser “um bom auxiliar”.

“Ele (Armando) tem o desafio de dizer o que administrou na iniciativa privada. Ele está desafiado a isso, não para mim, porque eu sei muito bem como ele atuou como gestor privado!”, reagiu Paulo Câmara, com irritação, depois de enumerar toda sua experiência na vida pública, tendo passado por três secretarias no governo Eduardo.

Câmara ainda negou que, como secretário da Fazenda, tenha cobrado impostos excessivos dos pequenos empresários. “Como secretário da Fazenda, não enviamos nenhum projeto de lei aumentando a alíquota de imposto, pelo contrário. Diminuímos o imposto de ICMS e conseguimos multiplicar por quatro a nossa capacidade de investimento. Saímos de R$ 800 milhões (de investimento) em média por ano para R$ 3,7 bilhões em 2013”, declarou.

“Eu administrei um orçamento de R$ 27 bilhões anuais e tenho uma experiência invejável no setor público de 22 anos. Tenho uma experiência de gestor e de liderar equipes que meu adversário não tem. Ele nunca administrou nada público”, acrescentou o candidato socialista.

Mote

O ex-secretário da Fazenda e candidato de Eduardo Campos usou, para responder a Armando, um discurso que deve ser um dos motes da campanha do PSB. Os socialistas sempre deixam a frase incompleta quando falam sobre Armando na administração de empresas privadas no estado. O mesmo discurso já foi utilizado pelo presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, em outras ocasiões.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.