• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Internação » Prefeito de Petrolina está internado na UTI Júlio Lóssio sofreu um AVC e passa por exames no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo (SP)

Publicação: 27/06/2014 11:47 Atualização: 27/06/2014 12:38

Foto: Júlio Jacobina/DP/ D.A Press/Arquivo
Foto: Júlio Jacobina/DP/ D.A Press/Arquivo

O quadro do prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, é estável. Ele sofreu um acidente vascular cerebral hemorrágico (AVC) na noite de ontem (quinta-feira) e está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo (SP). Lóssio foi internado na terça-feira, em Petrolina, e transferido ontem para São Paulo. Segunda-feira, ele teria se queixado de fortes dores de cabeça. No momento, o prefeito realiza exames mas os médicos já estudam a realização de uma cirurgia.


De acordo com informações de familiares, esta é a segunda vez que o político é vítima de um aneurisma cerebral. A primeira teria sido em 2002. Em seu perfil no Facebook, o filho de Lóssio, Júlio Lóssio Filho, fez um depoimento emocionado, relembrando o primeiro AVC do pai e pedindo orações à família e amigos. "Alguns podem dizer que é muito azar uma só pessoa ter tido dois AVCs na vida. Mas escutei uma coisa de uma grande amiga (tia) que me fez concordar: 'Sorte daquele que teve dois AVCs e conseguiu supera-los tão bem'. E é isso que vamos dizer daqui a alguns dias", escreveu.


Júlio Lóssio Filho também agradeceu o apoio. "Queria agradecer a cada um que tem orado e pedido a sua recuperação. Por favor, continuem nessa corrente de oração. Deus, mais uma vez, vai nos escutar. E quanto mais forte estivermos, mais forte meu pai estará, pois Deus estará segurando, cada vez mais firme, a sua mão", disse.

Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.