• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições 2014 » PRP oficializa apoio a Eduardo Campos Candidato do PSB à Presidência disputará a eleição numa coligação com cinco partidos. Convenção será realizada amanhã em Brasília

Diario de Pernambuco

Publicação: 27/06/2014 09:42 Atualização: 27/06/2014 10:41

O pré-candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos, recebeu ontem o apoio do Partido Republicano Progressista (PRP), na convenção em São José do Rio Preto (SP). Por unanimidade, os  delegados e membros do Diretório Nacional da legenda presentes apoiaram a aliança em âmbito nacional. “O Eduardo vai trazer renovação e, na hora em que aparecer na televisão, vai crescer. Uma das coisas especiais para essa união é que é um candidato que está ouvindo os partidos emergentes, os pequenos, que começaram igual a nós e estão crescendo a cada eleição”, afirmou ao portal G1, o presidente do partido, Ovasco Resende.

O apoio do PRP a Campos adiciona quatro segundos ao tempo de televisão e de rádio à propaganda eleitoral do candidato. O partido é o quinto a se aliar ao PSB na disputa à Presidência da República — PPS, PPL, PHS e a Rede Sustentabilidade, legenda fundada pela vice de Eduardo, Marina Silva, que não conseguiu registro partidário. Ontem, inclusive, a Rede divulgou nota afirmando que tão logo a sigla seja criada, os militantes deixarão o PSB.

Hoje, Campos irá prestigiar mais uma convenção do seu partido. O socialista, que ontem passou o dia em Brasília, irá ao Piauí onde o PSB vai compor com o PMDB e o PSDB a chapa majoritária que disputará o governo do estado. Os socialistas integram a coligação para reeleição do governador José Filho (PMDB) com o ex-governador Wilson Martins (PSB), que irá concorrer ao Senado, enquanto os tucanos indicaram o ex-prefeito de Teresina Silvio Mendes para concorrer a vice-governador.

Aliança
A parceria PSB/PMDB/PSDB configura mais um palanque duplo na eleição para Eduardo e Aécio. O presidenciável do PSDB, inclusive, também irá participar do evento. O tucano deverá fazer o discurso de abertura da convenção e Campos o de encerramento. O PMDB do Piauí faz parte do grupo de dissidentes da sigla que não apoiam a manutenção da aliança com o PT nem o projeto de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT).

Ontem, Eduardo passou o dia trabalhando nos últimos detalhes para fechar as coligações nos estados. Em Minas Gerais, o PSB decidiu lançar o ex-deputado Tarcísio Delgado, pai do deputado Julio Delgado, ao governo do estado. Eduardo também tratou sobre a convenção nacional  do partido, que será realizada amanhã, para confirmá-lo para disputar à Presidência da República e Marina Silvaà vice.  (Rosália Rangel com Correio Braziliense).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.