• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mensalão » Mais quatro mensaleiros podem voltar ao trabalho Pedro Corrêa, Jacinto Lamas, Delúbio Soares e Valdemar Costa Neto foram beneficiados com decisão do STF sobre José Dirceu

Diario de Pernambuco

Publicação: 26/06/2014 16:58 Atualização: 26/06/2014 17:03

Seguindo um "efeito cascata", após a vitória judicial do ex-ministro José Dirceu, outros quatro condenados pelo mensalão ganharam, nesta quinta-feira (26), o direito de voltar a trabalhar. Em decisão monocrática tomada ontem (terça-feira), mas despachada apenas hoje no gabinete do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, os ex-deputados federais Valdemar Costa Neto e Pedro Corrêa, e o ex-tesoureiro do PL Jacinto Lamas já podem voltar ao trabalho. Em maio deste ano, o presidente da Corte, ministro Joaquim Barbosa, havia revogado esse benefício.

A notícia foi comemorada pelo advogado e primo do pernambucano Pedro Corrêa, Clóvis Corrêa. "Os pacientes já estavam com saudades dele", disse o advogado à reportagem do Diario. No início do ano, ele entrou com um pedido para que Pedro, que é médico, voltasse a trabalhar numa clínica de radiologia particular de Garanhuns, no Agreste do estado. O que foi concedido pelo juiz da 1ª Vara de Execuções Penais do Recife, Luiz Gomes da Rocha Neto, em abril. Mas a alegria dos mensaleiros durou pouco. Em maio, o ministro Joaquim Barbosa revogou as permissões para todos os envolvidos no esquema do mensalão.

 

Pedro Corrêa está preso desde o dia 27 de dezembro do ano passado, condenado a sete anos e dois meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Primeiro ele foi levado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel). No dia 8 de janeiro, foi transferido para o Centro de Ressocialização de Canhotinho, cidade a 207 quilômetros do Recife.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.