• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Força política » PP é o 21º partido da Frente Popular Presidente estadual da legenda, Eduardo da Fonte, garantiu ontem que a legenda vai reforçar o palanque de Paulo Câmara (PSB) ao governo de Pernambuco

Jairo Lima - Especial para o Diario de Pernambuco

Tércio Amaral

Publicação: 26/06/2014 10:21 Atualização:

Dois dias depois de perder a disputa com o PTB pelo PDT, o PSB conseguiu reforçar a Frente Popular com o 21º partido da coligação. O PP também vinha sendo assediado pela oposição, mas, ontem, o presidente estadual da legenda, o deputado federal Eduardo da Fonte, anunciou que vai apoiar a candidatura de Paulo Câmara (PSB) ao governo do estado. A decisão, segundo o parlamentar, ocorreu depois de serem escutados 170 diretórios estaduais dos municípios pernambucanos, além das bancadas federal e estadual. “A maioria absoluta participou do processo de escolha dos nossos rumos”, revelou Eduardo, que vai oficializar o apoio amanhã, às 14h, em um hotel no bairro de Boa Viagem.

O anúncio do presidente do PP estadual já vinha sendo esperado pelos socialistas, que destacaram o número de partidos que estão compondo a Frente Popular e lembraram da relação estreita que há entre as duas legendas há anos. “É a maior coligação já constituída para eleger um candidato a governador. É um motivo de muita alegria porque o PP está conosco desde 2006, quando elegemos Eduardo Campos governador pela primeira vez”, disse Câmara.

O apoio do PP a Câmara, porém, pode não estender ao pré-candidato ao Senado da Frente Popular, Fernando Bezerra Coelho (PSB), já que o partido estuda lançar candidatura própria. A posição dos progressistas em relação ao assunto sairá apenas na próxima segunda-feira, na convenção estadual do PP, onde também será anunciada a orientação do partido sobre as chapas dos candidatos a deputados federais - para estadual, a sigla vai coligar com o Pros. “Chegaremos a um entendimento sobre o Senado com calma”, avisou Eduardo da Fonte.

Pedestistas
Apesar da nova aliança, os socialistas ainda lamentam a perda do PDT. “O PDT era muito importante na nossa união por tudo que ele já construiu junto com a Frente Popular. Mas a gente tem que respeitar. Vamos para as eleições sabendo que a maioria do partido vai ficar com a gente”, comentou Câmara, garantindo que já conversou com o prefeito de Caruaru, José Queiroz, e o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Guilherme Uchoa, ambos do PDT, que devem permanecer ao lado dos socialistas nas eleições deste ano.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.