• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Demóstenes Meira (PSB) não compõe com Câmara e se alia a Armando Adesão de socialista à candidatura de Armando Monteiro revela insatisfação no PSB local

Cláudia Ferreira - Esp. para o Diario de Pernambuco

Publicação: 20/06/2014 21:01 Atualização:

A pré-candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB) ao governo de Pernambuco recebeu nesta sexta-feira (20) o apoio de Demóstenes Meira, do PSB de Camaragibe. Candidato a prefeito do município localizado na Região Metropolitana do Recife em 2012, Demóstenes demonstra ser um grande admirador do petebista. "O estado precisa de um governador que tem visão de futuro, que conhece os problemas do povo e das cidades, e Armando é essa pessoa", defende.

Meira esclarece que aprendeu a admirar Armando Monteiro como político com o ex-governador Eduardo Campos (PSB), quando, juntos, apoiaram o petebista no pleito ao senado federal em 2010. "Paulo Câmara sempre foi um burocrata, muito técnico, não está a par das lutas sociais. Nada contra ele, mas eu estou pensando em Pernambuco e em Camaragibe, a minha cidade."

 

A decisão de Demóstenes Meira evidencia certa tensão entre o socialista e os dirigentes do PSB de Pernambuco, que revela que não há diálogo entre a alta cúpula e os correligionários. "Câmara foi escolhido pelo ex-governador, sem discutir com a base. Não ouviu ninguém, apenas decidiu, assim como decidiu quando quis fazer de Geraldo Júlio prefeito do Recife", conta.

Ele garante que não está se opondo a Eduardo Campos, mas chama Sileno Guedes, presidente estadual da legenda, de "autoritário". "Talvez Eduardo nem tenha ideia do que acontece no PSB de Pernambuco, mas eu não sou o único partidário que sente falta de diálogo com o comando do partido", alerta Meira, lembrando que a vereadora recifense Marília Arraes também já veio a público com esta queixa, recentemente.

 

Apesar do desgaste, Meira assegura que não pretende se desligar de sua legenda. "Não tenho nada contra a gestão do PSB no estado, mas acredito que minha decisão tem que ser independente da questão partidária", conclui.

 

Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.