• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições 2014 » Eduardo Campos vai ao Rio selar aliança com o PT

Agência O Globo

Publicação: 20/06/2014 13:30 Atualização: 20/06/2014 14:49

Candidato ao governo do Rio de Janeiro é ligado ao senador de Pernambuco Humberto Costa. Foto: Paulo de Araújo/CB/D.A Press
Candidato ao governo do Rio de Janeiro é ligado ao senador de Pernambuco Humberto Costa. Foto: Paulo de Araújo/CB/D.A Press
Pré-candidato ao governo do Rio, o senador Lindbergh Farias (PT) anunciou nesta sexta-feira que vai receber o apoio do PSB do pré-candidato à Presidência Eduardo Campos. No entanto, o petista afirmou que o seu palanque será exclusivo da presidente Dilma Rousseff, que tentará a reeleição. Lindbergh anunciou ainda que o deputado federal Romário (PSB) disputará o Senado em sua chapa. A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) deve tentar a reeleição, assim como Miro Teixeira, que desistiu nesta quinta-feira de concorrer ao governo do estado. Campos e Lindbergh vão oficializar a aliança nesta tarde, na sede do PSB, no Centro do Rio.

"Tinha muita gente duvidando da minha candidatura, diziam que eu estava isolado, mas, na reta final, fizemos um gol de bicicleta no último minuto", declarou Lindbergh.

O senador disse ainda que o apoio dos socialistas ocorreu após negociações dos dois partidos no estado, e negou que o ex-presidente Lula tenha autorizado o acordo.

Com o apoio do PSB fluminense, e possivelmente do PROS, o tempo de TV de Lindbergh ganhará mais 1 minuto, e passará para cerca de 5 minutos e meio.

A convenção estadual do PT, na manhã desta sexta-feira, terminou em 15 minutos e não contou com a presença do pré-candidato ao Palácio Guanabara, Lindbergh Farias. No entanto, o petista deverá comparecer mais tarde à sede do partido, no Centro, para conversar com a imprensa. De acordo com o presidente regional do PT, Washington Quaquá, a convenção decidiu também pelo apoio à candidatura de Romário (PSB-RJ) ao senado.

Ainda nesta sexta, o PT vai à sede do PSB no Rio para firmar apoio formal dos socialistas à candidatura de Lindbergh. Quaquá disse também que a aliança com o PROS está encaminhada. Ontem, o deputado federal Miro Teixeira desistiu de concorrer ao governo e com isso abriu caminho para o PT fazer aliança com o PSB e com o PROS.

A ausência de Lindbergh já estava prevista pelo comando da campanha. A convenção não foi aberta aos jornalistas, que aguardaram do lado de fora ao auditório do PT. Pelo menos 60 petistas participaram do evento, ao qual não compareceram deputados estaduais, federais e a coordenação da campanha de Lindbergh.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.