• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições 2014 » PSB "atravessa" acordo do PDT com o PTB em Pernambuco Após comunicar a Armando Monteiro (PTB) que os pedetistas ficariam com ele, Lupi recebeu socialistas e adiou a decisão

Tércio Amaral

Publicação: 20/06/2014 09:07 Atualização: 20/06/2014 11:17

Petebistas já estavam dando como sacramentada a aliança com os pedetistas. Foto: Roberto Ramos/DP/D.A. Press
Petebistas já estavam dando como sacramentada a aliança com os pedetistas. Foto: Roberto Ramos/DP/D.A. Press
Depois de garantir a Armando Monteiro (PTB), na manhã de ontem, que o PDT iria aderir ao palanque do pré-candidato ao governo do estado, o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, recebeu, no Rio de Janeiro, no final da tarde de ontem, os socialistas Paulo Câmara e Fernando Bezerra Coelho, respectivamente candidato ao governo e ao Senado. A reunião, que durou cerca de duas horas, provocou, de imediato, o fim do “acordo” selado com os petebistas.  A decisão ficou, segundo o próprio Lupi, para segunda-feira.  

O acordo inicial com o PTB foi “oficializado” logo pela manhã, quando Lupi telefonou para Paulo Rubem (PDT) e Armando Monteiro. “Sempre estivemos confiantes nessa aliança. Nós começamos as conversas há muito tempo”, disse Armando.

No trato, caberia aos pedetistas indicar o nome à vice da chapa do PTB. Os mais cotados eram Paulo Rubem e a vereadora Isabella de Roldão. Lupi desembarcaria no estado, no dia 29, para coordenar a convenção do partido, que será realizada no mesmo dia da do PTB, em Caruaru.

O curso da história, porém, mudou com a visita de Câmara e Bezerra Coelho a Lupi. Os socialistas estão esperançosos de que o presidente do PDT entenda os argumentos apresentados. “A reunião foi bastante proveitosa. Nós expusemos as razões pelas quais o PDT deveria manter essa aliança de mais de 20 anos que tem com o PSB em Pernambuco”, comentou Câmara.

Resistência

Dentro do PDT, o prefeito de Caruaru, José Queiroz, seu filho, o deputado federal Wolney Queiroz, e o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Guilherme Uchoa, são favoráveis à aliança com o PSB. José Queiroz, inclusive, ameaçou deixar a legenda caso a direção nacional se incline por apoiar Armando.

Tanto Armando como Paulo Rubem, no entanto, defendem o diálogo com o grupo. “Em 2012, o partido delegou nacionalmente que em todas as capitais a gente tivesse candidatura própria. Retiramos a candidatura para apoiar o prefeito Geraldo Julio (PSB). Então, temos que respeitar a decisão”, disse Rubem.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.