• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Aécio no Recife » "Nordeste não deve ser tratado de forma monolítica", diz Cássio Cunha Lima

Jairo Lima - Especial para o Diario de Pernambuco

Publicação: 18/06/2014 16:55 Atualização:

Ao chegar na Câmara de Vereadores para entrega de título de cidadão recifense ao presidenciável Aécio Neves (PSDB), o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) disse acreditar que o Nordeste não deve ser tratado de uma forma "monolítica". "Temos estados com características muito próprias, mas temos um ponto em comum que e a região do semiárido. Nas regiões metropolitanas, as necessidades são diferentes. Temos as prioridades para cada lugar que podem ser a segurança pública, a mobilidade urbana, mas no semiárido somos iguais", disse, o candidato ao governo da Paraíba, que deve ser um dos mentores das políticas públicas do plano de governo de Aécio Neves (PSDB) voltada para o Nordeste.

O senador paraibano ainda lembrou do crescimento da legenda na região, apontando os cenários de Alagoas, com a liderança do governador Teotônio Vilela; a Bahia, com a candidatura de Paulo Souto ao governo como palanques fortes do tucanato no Nordeste. Cássio também lembra da sua própria candidatura ao governo paraibano. Porém, Cássio considera Pernambuco como o proincipal desafio. "Perdemos o Sérgio Guerra, mas temos o crescimento de quadros como o deputado Bruno Araújo e o deutado Daniel Coelho", disse.

Sobre a composição da vice de Aécio Neves, Cássio considerou a hipótese de um nome nordestino, mas acha que uma indicação paulista sempre e forte. "Temos como agregar muita força com uma vice de São Paulo", afirmou. O senador aguarda a decisão da vice apenas para o dia 30 de junho, limite para a realização de convenções partidárias.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.