• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Plenária PT » Lula faz discurso inflamado e questiona "nova política" de Campos

Júlia Schiaffarino

Ana Luiza Machado

Publicação: 13/06/2014 21:46 Atualização: 13/06/2014 22:31

Foto: Leo Caldas/Divulgação
Foto: Leo Caldas/Divulgação
Depois de três anos sem vir a Pernambuco, o ex-presidente Lula voltou ao estado e, na noite desta sexta-feira (13),  participou do encontro do PT. Começou o discurso, justamente, fazendo as contas do tempo longe da terra natal e deixou claro que o motivo da vinda eram as eleições deste ano. De maneira direta, questionou o discurso da "nova política", comumente usado pelo pré-candidato a presidente Eduardo Campos (PSB). "Eles dizem que vão fazer uma coisa nova e não dizem o que é..."

Lula também negou ter tratado Eduardo Campos de maneira diferente durante o tempo em que foi presidente. A frase, porém, foi dirigida ao deputado federal João Paulo (PT). "João Paulo, não diga que tratei diferente Eduardo, porque eu não tratei. Eu tratei ele como tratei Jarbas Vasconcelos (PMDB), que foi maltratado por FHC (Fernando Henrique Cardoso). Tratei do jeito diferente do que o avô dele (Miguel Arraes)  foi tratado, porque eu tinha o compromisso em mudar a realidade do Nordeste".

De acordo com o ex-presidente, o Brasil vive o "o risco de ter uma campanha violenta" e atribuiu à "elite brasileira" o "ódio da classe média" demonstrado nos protestos de 2013 e deste ano contra a realização da Copa do Mundo. Lula também saiu em defesa de Dilma Rousseff e criticou as vaias recebidas por ela durante a abertura do Mundial. "As vaias foram um ato de cretinice com o provo brasileiro."

O petista convocou os presentes a se mobilizarem e o tom foi firme.  "A nossa militância tem que estar preparada. 'Nêgo' falou meia palavra temos que devolver uma palavra inteira", bradou. Da mesma forma, disse que os petistas deveriam considerar desagravos à presidente como ataques a eles próprios. "Se ofenderem a Dilma, estão ofendendo a cada um de nós. A briga é nossa e não é dela. Ela é apenas porta-voz", declarou.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.