• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Humberto e Armando disparam contra PSB em plenária petista

Júlia Schiaffarino

Ana Luiza Machado

Publicação: 13/06/2014 21:25 Atualização: 13/06/2014 22:32

Foto: Léo Caldas/Divulgação
Foto: Léo Caldas/Divulgação

O PT partiu para o ataque em Pernambuco. Durante a plenária do partido, na noite desta sexta-feira (13), que contou com a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Lula, o senador Humberto Costa contestou a propagada "nova política"  e "mudança". Ambas expressões são recorrentes nos discursos dos pré-candidatos a presidente Eduardo Campos (PSB) e Aécio Neves (PSDB). "Essa minoria nos odeia, porque nós fizemos o que eles não fizeram ao longo dos anos. Que mudança? Mudar para o que eles fizeram? Mudança para o passado? Nós queremos avançar", afirmou.

Humberto Costa também se referiu ao senador Armando Monteiro (PTB) como o futuro governador de Pernambuco. O petebista estava no evento e foi anunciado aos presentes como o candidato do PT ao cargo no estado em oposição ao nome socialista de Paulo Câmara. O senador petebista discursou e foi enfático, como poucas vezes, ao disparar farpas contra o PSB.

Ele começou a fala referindo-se a presença de Dilma Rousseff e Lula no estado. "Aqui corriam uma lenda de que aqui o senhor não viria. É a primeira das visitas do presidente Lula e certamente contaremos com ele mais vezes (durante a campanha)".

 

Armando Monteiro também falou da aliança entre PT e PTB dizendo não se tratar de uma "construção artificial" e que o partido se manteve "no mesmo caminho" ao contrário do PSB que deixou a base de apoio da presidente Dilma para lançar candidatura própria.

O senador aproveitou a ocasião para rebater afirmações feitas pelo adversário, o pré-candidato socialsita ao governo do estado, Paulo Câmara. O PSB tem procurado associar a imagem de Armando Monteiro ao "patronato". "O debate aqui infelizmente descamba para outra coisa. Quem fala aqui da nova política me chama agora de patrão, mas quantos empresários estão do lado deles? As pessoas não podem ser julgadas pela sua classe social, e sim pelo caráter", completou. 

 

 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.