• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Armando Monteiro alfineta Eduardo Campos e fala de ambiguidade em evento do PSC

Júlia Schiaffarino

Publicação: 10/06/2014 15:30 Atualização: 10/06/2014 15:48

O senador Armando Monteiro Neto (PTB) foi apresentado a um grupo de 100 pastores pernambucanos, na manhã desta terça-feira (10), como o candidato do PSC ao governo de Pernambuco. Durante o evento, Armando Monteiro comparou a política à atividade misssionária, no sentido da preocupação com o social e atribuiu o crescimento do pré-cadidato social-cristão à Presidência da República, Pastor Everaldo, a clareza de discurso. “Muitos passavam pela vida pública com posições ambíguas, mudando de lado, mas o senhor, pastor, tem essa característica e por isso está avançando nas pesquisas”, afirmou o petebista.

As últimas sondagens de intenção de voto apresentam o Pastor Everaldo tecnicamente empatado com o também pré-candidato à Presidência Eduardo Campos (PSB). Questionado se a declaração seria uma “alfinetada” ao socialista, que saiu da base do PT para disputar a Presidência, ele negou. “O que eu disse é que o pastor tem um discurso claro e, por isso, ele tem pontuado bem nas pesquisas. A ambiguidade na política cobra um preço caro. Mas nem sequer me lembrei de Eduardo”, respondeu.

Ao longo do discurso, Armando Monteiro também fez críticas aos serviços de educação pública e à economia no estado. “Temos 27% da população do estado na linha de pobreza e uma elevada taxa de analfabetismo. Nossa economia representa apenas 2% do PIB nacional”, comentou. O evento ocorreu no hotel Dorissol, em Jaboatão dos Guararapes. Também esteve presente o presidente vitalício da Convenção das Assembleias de Deus Minsitérios Madureira, Pastor Everaldo Cabral, e mais cem pastores pernambucanos.  

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.