• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

A lei do retorno » PDT seguirá dividido em Pernambuco, independente da decisão nacional José Queiroz, que sempre centralizou as decisões do partido, corre o risco agora de ter que aceitar, a contragosto, a decisão de Lupi para apoiar Armando Monteiro Neto.

Aline Moura - Diario de Pernambuco

Publicação: 10/06/2014 10:59 Atualização: 10/06/2014 15:52

Em 2011, Dilma passou o São João em Caruaru e foi recebida por José Queiroz e Wolney Queiroz (Teresa Maia/DP/D.A Press)
Em 2011, Dilma passou o São João em Caruaru e foi recebida por José Queiroz e Wolney Queiroz
Independentemente da posição oficial que o PDT for tomar nesta terça-feira (10), o partido deve seguir dividido em Pernambuco. Agora, no final da manhã, pouco antes de entrar no auditório para participar da Convenção Nacional da sigla, que contará com a presença da presidente Dilma Rousseff e do presidente nacional do PT, Rui Falcão, o deputado federal Wolney Queiroz (PDT) afirmou que permanecerá fiel ao palanque do pré-candidato do PSB ao governo do estado, Paulo Câmara (PSB), bem como defenderá o nome de Eduardo Campos (PSB) para presidente.
Wolney Queiroz disse que o PDT vai declarar apoio à Dilma, nacionalmente, enquanto o presidente nacional pedetista, Carlos Lupi, vai anunciar a decisão sobre os estados à tarde, incluindo Pernambuco. O PDT tem cerca de 40 segundos de televisão. “Os minutos de televisão podem até ficar com Armando Monteiro, mas cerca de 99% das lideranças querem apoiar o PSB. Estamos com esperança que a legenda fique com Paulo Câmara”, declarou o parlamentar, que já foi um dos mais deputados mais próximos de Dilma. Ele chegou a oferecer um jantar à presidente em 2011, no primeiro ano de mandato de Dilma.

Quem com ferro fere - O presidente estadual do PDT em Pernambuco, José Queiroz, passa agora pelo mesmo problema pelo qual sempre é acusado pelos que entram e saem da legenda: centralização de poder. Ele, que é visto como um trator quando quer tomar decisões, pode ter que acatar dessa vez a decisão de cima para baixo da nacional. Várias lideranças já entraram e saíram do PDT no estado por não terem suas opiniões valorizadas dentro do partido, entre elas, o governador João Lyra, que já foi filiado ao PDT.
Agora, Lupi já fez chegar a Queiroz que tem intenção de manter aliança com o PTB de Armando Monteiro Neto e indicar o deputado federal Paulo Rubem como pré-candidato a vice. Paulo Rubem é um dos parlamentares mais críticos à condução que Queiroz faz no PDT. Diz que ele ofusca o surgimento de novas lideranças e só atua de acordo com seus interesses.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.