• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Divisão interna? » Marília Arraes retira candidatura e diz que não sabe se participa da campanha de Paulo Câmara

Tércio Amaral

Filipe Barros - Diario de Pernambuco

Publicação: 06/06/2014 11:08 Atualização: 06/06/2014 16:19

A vereadora do Recife Marília Arraes (PSB), prima do ex-governador e pré-candidato à Presidência da República Eduardo Campos, do mesmo partido, anunciou na manhã desta sexta-feira (6) que não vai mais concorrer ao mandato de deputada federal. A vereadora, que não estava conseguindo adesão da legenda para seu “voo nacional”, argumentou que a desistência foi motivada por questões estritamente ideológicas.

“Retirei a candidatura por não concordar com a condução que o partido vem tomando se aliando a partidos como o DEM e o PMDB, de Jarbas Vasconcelos”, argumentou durante uma coletiva de imprensa. A socialista, que também é neta do ex-governador Miguel Arraes, disse que, se fosse candidata, estaria “dando votos” para políticos que sempre combateu a vida inteira.

"As pessoas têm que entender que, na política, não se busca o poder pelo poder. Já vinha descontente com a condução do partido, mas não tivemos espaço dentro do PSB para manifestar as nossas questões, por isso convoquei a imprensa", afirmou Marília.

Indagada se irá trocar de partido e se existe a possibilidade de apoiar a chapa do senador e pré-candidato Armando Monteiro (PTB), Marília foi direta. "De maneira alguma. Essa possibilidade não existe. Tenho relações de longa data com o PSB e essa possibilidade não existe", afirmou a socialista.

Marília também deixou no ar se vai participar da campanha do candidato do partido ao governo de Pernambuco, o ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara. “Gosto de Paulo Câmara, procurei ele na época em que era secretário, mas ainda vamos analisar se vamos participar do processo”.

Recentemente, a parlamentar se envolveu numa polêmica ao criticar a condução das eleições para a juventude do partido. O seu primo, o estudante João Campos, filho do ex-governador Eduardo Campos, estaria sendo beneficiado dentro do processo, mas retirou sua postulação.

Memória - O PMDB de Jarbas está aliado ao PSB desde 2012, quando anunciou apoio à campanha municipal de Geraldo Julio. Na época, Marília Arraes disputou um mandato de vereadora e não houve todo esse embate público em virtude da aliança entre peemedebistas e socialistas por parte dela. O DEM, por outro lado, juntou-se à legenda socialista este ano. Os democratas dizem, nos bastidores, que não mudaram de lado. Continuam na oposição ao PT. Ressaltam que Eduardo Campos, líder maior do PSB, que percorreu o caminho inverso.


Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.