• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Em família » Quase metade dos parlamentares brasileiros tem parentes na política Pesquisa foi feita pelo Projeto Excelências, da ONG Transparência Brasil

André Shalders - Correio Web

Publicação: 05/06/2014 07:48 Atualização:

Levantamento elaborado pelo Projeto Excelências, da ONG Transparência Brasil, mostra que quase a metade dos parlamentares brasileiros tem parentes na política. Ao todo, 64% dos senadores eleitos em 2006 e 44% dos atuais deputados federais têm familiares com carreira na vida pública. Ainda de acordo com o levantamento, a região com a maior tendência à formação dos “clãs” políticos é a Nordeste – 70% dos senadores e 60% dos deputados dessa região vêm de famílias tradicionais. O arranjo mais comum é o de parlamentares que conseguem emplacar filhos, netos e sobrinhos em cargos eletivos.

A tendência da eleição dos “herdeiros” deve se repetir em outubro deste ano. Entre os três principais pré-candidatos à Presidência da República, dois são descendentes de personagens importantes da política brasileira. Aécio Neves (PSDB) é neto do primeiro presidente civil após a ditadura militar, Tancredo Neves (1910-1985). Já Eduardo Campos (PSB) é neto do ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes. O próprio Campos prepara a candidatura do filho, João Campos, a uma vaga na Câmara dos Deputados. Caso similar ocorre com o senador Ivo Cassol (PP-RO), que trabalha para eleger a filha Karina Cassol; e com o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB), que pretende apresentar o filho Marco Antônio Cabral; e até o deputado federal cassado Natan Donadon planeja a entrada na política do filho Natanzinho.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.