• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Fim da polêmica » João Campos esclarece indicação para o cargo de secretário estadual da JSB-PE

Rosália Rangel

Publicação: 04/06/2014 21:08 Atualização: 05/06/2014 12:03

Foto: Teresa Maia/DP/D.A Press
Foto: Teresa Maia/DP/D.A Press
Para esclarecer e colocar um ponto final na polêmica sobre a indicação dele para o cargo de secretário estadual da JSB-PE, o estudante João Henrique Campos, 20 anos, encaminhou ao presidente estadual do partido, Sileno Guedes, a carta que enviou ao secretário da JSB, Paulo Henrique, esclarecendo os fatos.

A possível indicação dele para o cargo foi questionada pela vereadora Marília Arraes (PSB) que, em um texto postado no Facebook, referiu-se a João como “jovem, sem envolvimento na juventude partidária” que estaria sendo alçado à função por uma articulação de cima para baixo.

João Campos, que é filho do ex-governador Eduardo Campos, confirma na carta ter recebido o convite dos “companheiros” do partido para ocupar o cargo, mas diz não ter aceitado a convocação. O mesmo processo conta ter vivido para disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados. Desafio que também resolveu deixar para mais a frente por ainda não se sentir preparado. Abaixo veja na íntegra a carta de João Campos.


Caro Sileno,

Confirmo o recebimento de correspondência datada de 27/5, enviada por nosso companheiro Paulo Henrique, secretário da JSB, com o convite para que eu colocasse meu nome à disposição para constar nas discussões que levarão à composição de uma chapa de consenso para a Juventude do PSB. Informo que fiquei honrado e agradecido, ciente de que a possibilidade que me foi oferecida só aumenta a minha responsabilidade dentro do partido.

Entendo o convite como um reconhecimento dos esforços que tenho feito, desde muito jovem, para somar minhas energias à de tantos outros companheiros que vêm colocando o PSB como um dos maiores partidos da política brasileira.

Sabem os nossos companheiros que, em parte por causa de minha história pessoal, mas principalmente por convicção política, tenho participado de todos os grandes movimentos conduzidos pelo partido, com destaque para as vitoriosas campanhas do ex-governador Eduardo Campos, em 2006 e 2010, e mais recentemente na do prefeito Geraldo Julio, em 2012.

Em razão dessa participação, tenho sido consultado em diversas ocasiões a disponibilizar meu nome para a disputa de espaços e posições políticas pelo PSB. A mídia local tem publicado freqüentemente notícias a este respeito, mesmo que eu nunca tenha feito nenhuma manifestação neste sentido, não por não me julgar com legitimidade para tal tarefa, mas por razões inteiramente pessoais.

Há alguns meses, fui incentivado pelo próprio partido e por algumas lideranças do interior e da Região Metropolitana para concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados. No entanto, tive a maturidade e a humildade de não aceitar por entender que este não seria o melhor momento para este projeto.

Ser filho e bisneto de quem sou me orgulha muito mas não é o suficiente, neste momento, para me fazer candidato. Pelo contrário, prefiro me preparar melhor para assumir o grande desafio que é o de defender o legado de Miguel Arraes e Eduardo Campos. Só farei isso quando entender que estou pronto, respeitando todos os processos democráticos de escolha. Apresentarei meus argumentos e espero ser reconhecido pelos meus méritos e não pelas minhas ligações familiares.

Tenho 20 anos e estou fazendo engenharia na UFPE, curso que embora não limite minha militância, exige muita dedicação e empenho de minha parte. Neste momento, priorizo minha formação profissional até para assegurar minha independência. Penso que ninguém deve depender de mandato para viver ou qualquer outra função pública para ter papel político.

Em razão de tudo isso, peço a compreensão dos companheiros para não aceitar a tarefa neste momento e me mantenho à disposição da JSB para participar de todas as lutas conduzidas pelo PSB para fazer Pernambuco e o Brasil avançarem na luta por democracia e justiça social”.

Saudações socialistas!
João Henrique Campos

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.