• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » PSDB dividido sobre "sim" precipitado de Aécio a Câmara em Pernambuco

Aline Moura - Diario de Pernambuco

Publicação: 04/06/2014 12:29 Atualização: 04/06/2014 16:42

Encontro entre Paulo Câmara e presidenciável do PSDB pode ser intermediado por João Lyra (Igo Estrela/ ObritoNews)
Encontro entre Paulo Câmara e presidenciável do PSDB pode ser intermediado por João Lyra
Lideranças do PSDB ficaram surpresas, nesta quarta-feira (4), com a notícia de que o senador Aécio Neves (PSDB) vai se encontrar, já na segunda-feira (2), com o pré-candidato do PSB ao governo do estado, Paulo Câmara, e fechar o acordo que garantirá apoio do partido tucano a sua pré-candidatura.

Embora os deputados do PSDB já estejam dependentes da campanha de Câmara e fechado dobradinhas em municípios com o apoio de socialistas, há um entendimento de que o acordo agora pode ser precipitado, porque o PSB ainda não fechou alianças em estados importantíssimos para o PSDB, como São Paulo, Minas Gerais e Paraná.

Existe uma avaliação de que, se Aécio fechar agora, pode mostrar que está refém de Eduardo Campos, que também é presidenciável e vem lhe fazendo bastante críticas, entre elas, a de que se dedica bem mais a estudos e ao trabalho.

Blog de Política: Enquanto Aecio e Eduardo evidenciam diferenças, PSB espera vinda de tucano para selar aliança em PE

Alguns tucanos ainda alimentam a esperança de lançar o deputado Daniel Coelho ao governo de Pernambuco. Na avaliação deles, o parlamentar teria mais respaldo junto ao eleitorado numa eventual disputa à Prefeitura do Recife nas eleições de 2016 contra o atual prefeito Geraldo Julio (PSB).

Porém, a hipótese é quase nula, até porque Daniel teria poucas chances de vitória e ficaria dois anos sem mandato. A decisão final sobre o impasse, no entanto, é de Aécio.
Na última terça-feira, inclusive, a pré-candidata a vice de Eduardo Campos, Marina Silva, voltou a afirmar que uma aliança entre socialistas e tucanos em São Paulo só faz beneficiar Aécio Neves. Segundo informações iniciais do PSDB, o encontro entre Aécio e Câmara seria mediado pelo governador João Lyra (PSB).

João Lyra vem dizendo que apoia a candidatura de Paulo Câmara e tem uma excelente relação com Aécio Neves, porém o governador também tem mantido uma relação bastante amistosa com a presidente Dilma Rousseff (PT).

 

Difícil - Agora à tarde, um cacique do Palácio informou ao Diario que João Lyra não vai participar do encontro entre Aécio e Paulo Câmara. A fonte, que pediu reserva, admitiu a hipótese de Lyra se reunir com Aécio, mas de forma "institucional". Neste caso, Câmara não estaria presente.  

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.