• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio de Janeiro » Eduardo conhece projeto cultural AfroReggae

Rosália Rangel

Publicação: 03/06/2014 15:30 Atualização: 04/06/2014 10:17

Foto: Alexandre Severo/Divulgação
Foto: Alexandre Severo/Divulgação
Depois de visitar Paraisópolis, a segunda maior favela do Brasil com mais de 100 mil habitantes, localizada na Zona Sul de São Paulo, o presidenciável do PSB, Eduardo Campos investe em outra comunidade de grande alcance social. Na tarde desta terça-feira (3), o socialista vai conhecer o núcleo de Vigário Geral do Projeto Cultural AfroReggae, no Rio de Janeiro. À noite, ele irá participar de um jantar com artistas em um restaurante no bairro da Gávea.

Na Vigário Geral, Campos vai ver de perto a história de um grupo que iniciou suas atividades em 1993, inicialmente como um jornal alternativo (Afro Reggae Notícias). Atualmente, o projeto atende jovens de seis comunidades. Além de Vigário Geral, Morro do Cantagalo, Parada de Lucas, Complexo do Alemão, Via Cruzeiro e Nova Era (Nova Iguaçu).

A proposta do projeto é de atender jovens carentes, principalmente aqueles com maior potencial de envolvimento com a criminalidade. As atividades oferecidas estão voltadas para dança, percussão, futebol, reciclagem de resíduos e capoeira.

Quando esteve na favela Paraisópolis, em 17 de maio deste ano, Eduardo Campos afirmou ter ido ao local para conhecer a realidade do grande número do nordestinos que vive na comunidade. Mas também aproveitou a visita para criticar o governo federal por não investir com mais eficácia em educação. Na favela, quase cinco mil crianças ainda não têm acesso à creche. Os moradores também reclamam da falta de um hospital público para atender a população.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.