• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio de Janeiro » Nove partidos se reunirão em almoço de apoio a Aécio

Agência Estado

Publicação: 02/06/2014 17:34 Atualização:

Nove partidos vão se reunir no almoço de apoio ao pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, em uma churrascaria na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, na próxima quinta-feira, 5. Líder da dissidência do PMDB-RJ que se aliou ao tucano, o presidente regional do partido, Jorge Picciani, diz que pelo menos mil pessoas estarão presentes, entre dirigentes partidários, prefeitos e ex-prefeitos, parlamentares e candidatos.

"Vai ser o maior evento da pré-campanha, um impulso forte para Aécio no Rio, com repercussão nacional. Estão confirmadas as presenças de PSDB, PMDB, PP, PSD, Solidariedade, PPS e dos pequenos PSL, PSDC e PTC. Nem todas as legendas, no entanto, fazem parte do movimento "Aezão", de apoio a Aécio e à reeleição do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). O PSDB-RJ ainda não fechou aliança na disputa estadual e está entre apoio a Pezão ou ao pré-candidato do DEM, o ex-prefeito Cesar Maia.

O PPS-RJ não cogita apoio a Pezão, mas ainda negocia uma aliança para o governo do Estado. Picciani calcula que o almoço vai custar R$ 30 mil e promete pagar do próprio bolso. "Vou pagar como pessoa física, estarei lá com meu checão, acho que ainda dá para negociar mais um desconto. Vou levar o meu checão", brincou Picciani.

"Depois que a campanha começar, esses eventos podem ficar por conta dos comitês financeiros, mas por enquanto fica confuso dividir entre os partidos. Então, será por minha conta", diz o peemedebista, que se aliou a Aécio depois que o PT-RJ lançou a candidatura do senador Lindbergh Farias ao governo do Rio e rompeu aliança de sete anos com o PMDB.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.