• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Encontro » Dilma apresenta taça da Copa do Mundo nesta segunda e abre caminho para os desafios

Filipe Barros - Diario de Pernambuco

Publicação: 02/06/2014 11:08 Atualização: 02/06/2014 11:30

Joseph Blater e a presidente Dilma Rousseff não farão discurso na abertura do evento, no dia 12 de junho, no Itaqueirão, no jogo entre Brasil e Croácia. Foto: Roberto Stuckert/PR (Roberto Stuckert/PR)
Joseph Blater e a presidente Dilma Rousseff não farão discurso na abertura do evento, no dia 12 de junho, no Itaqueirão, no jogo entre Brasil e Croácia. Foto: Roberto Stuckert/PR

Há exatos dez dias do ponta pé inicial do maior evento esportivo do mundo, a presidente Dilma Rousseff (PT) recebe o presidente da Federação Internacional de Futebol (FIFA), Joseph Blatter, para apresentar oficialmente a taça da Copa do Mundo, no Palácio do Planalto, na tarde desta segunda-feira (2). O evento ganha ares políticos, já que a presidente está apostando todas as fichas no sucesso do evento que ocorre às vésperas da eleição. Por outro lado, a oposição implementa um discurso de críticas ao torneio.

Para evitar exposição e vaias em ano eleitoral, já que a petista concorre a reeleição, a assessoria de Dilma informou que ela só vai "provavelmente à abertura" do torneio e não confirmou sua presença em qualquer outro jogo da Seleção Brasileira.

Joseph Blater e a presidente Dilma Rousseff não farão discurso na abertura do evento, no dia 12 de junho, no Itaqueirão, no jogo entre Brasil e Croácia. Especula-se que a medida tenha sido tomada por receio de que a petista fosse vaiada durante o discurso perante a imprensa local e mundial. Na abertura da Copa das Condeferações em junho do ano passado, evento-teste para a Copa do Mundo, tanto Blatter quanto Dilma foram vaiados durante seus discursos antes da partida que deu início ao evento, entre Brasil e Japão, em Brasília. Na final do mesmo campeonato, que foi vencido pelo Brasil em jogo contra a Espanha, a presidente não discursou.

Com a proximidade do início da Copa, a orientação do Palácio é de que os petistas comecem a massificar os efeitos positivos que a competição garantirá ao país do futebol. Em meio às criticas de oposição, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o pessimismo de algumas pessoas em relação à Copa do Mundo afirmando que "uma Copa como essa é a chance que a gente tem de mostrar a cara desse país" e que estão aproveitando para se "viabilizarem eleitoralmente". O senador Humberto Costa (PT) seguiu a risca a orientação do Palácio e criticou o discurso oposicionista e afirmou que essa “uma grande oportunidade para o País apresentar as suas potencialidades”. "Apesar da torcida pelo fracasso, organizada por setores da oposição e da mídia nacional, o nosso povo está cada vez mais consciente de que jogar nesse time é fazer gol contra, é jogar contra o Brasil. Não é razoável recebermos um evento esportivo, de porte planetário, da dimensão da Copa e que muitos países gostariam de estar realizando no seu território e não entrarmos para ganhar, buscando o sucesso, torcer para o Brasil brilhar pela sua garra e pela sua liderança”.

Para rebater a crítica de Lula, o pré-candidato à presidência da República pelo PSDB, o senador Aécio Neves, afirmou que o ex-presidente está "atormentado"."Talvez seja o ex-presidente atormentado por aquilo que o ministro Gilberto Carvalho já disse, que seu governo fracassou e falhou na execução de muitas dessas obras (da Copa)", afirmou Aécio.

Taça

O troféu, que só pode ser tocada por campeões mundiais e chefes de Estado, começou a rodar o mundo em setembro do ano passado e chegou ao Brasil em abril. Por aqui, a taça passou por Recife, Fortaleza, Brasília e São Paulo, cidades-sede. A peça é feita de ouro maciço e pedras semipreciosas, a taça tem 36,8 centímetros de altura e pesa cerca de seis quilos.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.