• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Discurso » Campos é Juscelino do Século 21, diz senador Rollemberg

Agência Estado

Publicação: 31/05/2014 13:22 Atualização:

O provável candidato ao governo do Distrito Federal, senador Rodrigo Rollemberg (PSB), afirmou neste sábado, 31, que o ex-governador de Pernambuco e nome do partido que deve disputar o Palácio do Planalto neste ano, Eduardo Campos, "é o Juscelino (Kubitschek) do Século 21". Rollemberg fez a comparação em seu discurso durante um seminário da aliança PSB-REDE-PPS, em Goiânia.

Em sua fala, ele ressaltou que o ex-presidente Juscelino Kubitschek, responsável pela transferência da capital federal do Rio de Janeiro para Brasília na década de 50, teve visão de futuro ao perceber que o Brasil não podia mais focar seu desenvolvimento no litoral. "O Juscelino Kubitschek teve visão de futuro e tenho certeza que o Juscelino do Século 21 é Eduardo Campos", declarou. "Sei que a união de Eduardo Campos com Marina Silva (ex-senadora que deverá ser vice na chapa de Campos) representa o que há de mais avançado na política brasileira".

Rollemberg é o nome do PSB para disputar o governo do DF em outubro, numa chapa que deverá ter o deputado Reguffe (PDT) na briga pelo Senado. Em seu discurso, o senador citou problemas de infraestrutura nas cidades do Distrito Federal que compõem o entorno de Brasília. "Quem mora no entorno perde duas ou três horas para ir e voltar ao trabalho todos os dias", disse.

Ele defendeu obras na área de transporte que, segundo ele, seriam importantes para a área de mobilidade urbana, entre elas a adaptação da linha de trem entre Brasília e Luiziânia (GO) para passageiros e a construção de um trem de média velocidade entre a capital federal e Goiânia. Antes de Rollemberg, discursaram dirigentes do PPL e do PHS.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.