• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

STF » Aliados e juristas acreditam que substituto de Barbosa sairá após eleições

Correio Braziliense

Publicação: 31/05/2014 10:01 Atualização:

A presidente Dilma Rousseff deve indicar um substituto para o ministro Joaquim Barbosa somente após as eleições de outubro. Como ele permanecerá no Supremo Tribunal Federal (STF) até o fim de junho e, depois desse período, virão o recesso parlamentar — o novo ministro terá de ser sabatinado pelo Senado — e a disputa eleitoral, que mobilizará o mundo político, dificilmente o tema protagonizará as atenções da presidente antes do término da corrida pelo Palácio do Planalto.

Segundo especialistas ouvidos pelo Correio, não existe hoje um nome natural para suceder Barbosa. A própria Dilma, responsável pela indicação, foi pega de surpresa pelo anúncio da aposentadoria do presidente do STF. A expectativa é que ela escolha um nome técnico, um jurista renomado no meio, e não opte por uma indicação política, como os atuais ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, ou da Advocacia-Geral da União, Luís Inácio Adams.

Ontem, durante entrevista concedida na inauguração de um centro de ação integrada da Polícia Federal, em Brasília, Cardozo negou que esteja trabalhando pela própria indicação. “Eu não pleiteio isso, não é minha intenção. Tenho compromisso com a presidente de ficar aqui (Ministério da Justiça) enquanto ela achar que eu devo ficar. Eu vou continuar aqui e cumprir o meu papel. É a minha função, enquanto ela quiser que eu continue”, assegurou o ministro.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.