• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Números » Secretário Décio Padilha desconstrói discurso da oposição Deputados da Alepe apresentaram dados demonstrando crescimento da dívida do estado. Mas Secretaria da Fazenda diz que crescimento de receita foi desconsiderado.

Larissa Rodrigues - Diario de Pernambuco

Publicação: 30/05/2014 22:46 Atualização:

Com o objetivo de descontruir o discurso da oposição o secretário da Fazenda de Pernambuco, Décio Padilha, convocou coletiva de imprensa, nesta sexta-feira (30), para divulgar números da economia estadual.

Na última quarta-feira (28) a bancada da Alepe, formada por PT e PTB e liderada por Sérgio Leite (PT), expôs dados demonstrando que a dívida total do estado cresceu 165% em sete anos. Padilha rebateu as informações enfatizando que os deputados entraram no "discurso eleitoreiro e passaram por cima dos números".

Segundo os oposicionistas, Pernambuco deve, hoje, R$ 10,9 bilhões a várias fontes de crédito. Em 31 de dezembro de 2006, último dia de gestão do antecessor de Eduardo Campos (PSB), Jarbas Vasconcelos (PMDB), o débito seria de R$ 4,1 bilhões.

No entanto, de acordo com Padilha, os cálculos desconsideraram o crescimento da receita, a inflação e o nível do compromentimento da renda estadual. O ICMS, por exemplo, responsável por 60% de toda receita de Pernambuco, teve crescimento de 150% em sete anos, segundo ele. Em 2007, o imposto gerou R$ 5,5 bilhões, enquanto que em 2014, passou para R$ 13,6 bilhões.

Leia a matéria completa na edição de Política do Diario deste sábado (31).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.