• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições de 2014 » Alckmin terá apoio do PSC e se aproxima do PSD e PSB

AE

Publicação: 26/05/2014 09:38 Atualização:

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) deve anunciar nesta semana uma aliança com o PSC e garantir mais 25 segundos de tempo de propaganda em sua campanha à reeleição. Além disso, se reunirá nesta segunda-feira, 26, com o ex-prefeito Gilberto Kassab, do PSD, partido cuja conquista é fundamental para evitar que o PT tenha mais tempo de exposição no horário eleitoral.

Alckmin se reuniu na última quinta-feira com o Pastor Everaldo, pré-candidato do PSC à Presidência e um dos líderes da Assembleia de Deus, maior denominação evangélica do País. Na conversa, ficou praticamente certo o apoio do PSC à reeleição do governador.

O encontro com Kassab se dará em um evento de homenagem ao rabino Henry Sobel. Nos últimos dias, o tucano intensificou as articulações para trazer o PSD para sua chapa, o que lhe daria mais de um minuto e meio em cada bloco de propaganda no rádio e na televisão.

Alckmin também tem feito afagos ao PSB, legenda que está dividida entre o lançamento de candidatura própria e a manutenção da aliança com o PSDB em São Paulo.

Sem o PSD e o PSB, o governador tem garantidos menos de seis minutos na TV. Com isso, corre o risco de ficar atrás do petista Alexandre Padilha na batalha pelo palanque eletrônico. Além do PC do B, um tradicional aliado, Padilha praticamente já fechou acordos com o PP e o PR. Com isso, assegurou ao menos seis minutos e meio de exposição.

Mas Alckmin tem mais frentes de negociação abertas - e ainda tentar atrair o PV e o PDT para seu lado. O presidente estadual do PV, Marco Mroz, foi nomeado secretário de Energia na semana passada. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.