• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Discurso casado » Paulo Câmara faz críticas à política econômica brasileira

Publicação: 25/05/2014 11:23 Atualização: 25/05/2014 11:27

 (Foto: Rodrigo Lobo)
 

Em reuniões com empresários de Salgueiro e Serra Talhada, o pré-candidato ao governo de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), fez críticas à política tributária brasileira. "O Custo Brasil é alto demais, assusta muita gente. No país, o empreendedor começa a pagar imposto já na hora de investir", disse o socialista, que neste final de semana está visitando cidades dos sertões Central, do Pajeú e do Moxotó.

Câmara ponderou que os benefícios fiscais são a única arma dos estados para atrair as empresas. Ele aproveitou a ocasião, para falar de ações do governo Eduardo Campos (PSB), que deverá disputar as eleições para presidência da República, este ano. "No Governo Eduardo Campos (PSB), tomamos a decisão de desconcentrar o desenvolvimento do Estado. Hoje, a empresa que se instala no Sertão tem um benefício no ICMS maior do que no Agreste, que tem mais benefícios no ICMS que a Região Metropolitana. O resultado é que os empreendimentos estão chegando a todos os lugares", avaliou.

De acordo com ele, nos dois mandatos do PSB, o Governo não mandou projetos para a Assembleia Legislativa que aumentassem a alíquota do ICMS. Em seguida, comprometeu-se em "manter e ampliar a política tributária implantada por Eduardo Campos" e voltou a falar dos incentivos às pequenas e micro empresas, segmento que tem sido alvo de fortes investidas do adversário, o também pré-candidato ao governo, Armando Monteiro Neto (PTB).

 

* Com informações de assessoria

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.