• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Nos braços do Bolsa Família » Eduardo Campos diz que ajudou o Bolsa Família a "nascer"

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 23/05/2014 08:50 Atualização: 23/05/2014 09:45

Eduardo tocou no assunto ao criticar, mais uma vez, o
Eduardo tocou no assunto ao criticar, mais uma vez, o "terrorismo eleitoral" e o ato "criminoso" que o PT estaria cometendo ao pregar o fim do benefício recebido por 14 milhões de pessoas caso haja mudança na Presidência. Foto: Rodrigo Lobo

O presidenciável Eduardo Campos (PSB) disse ontem, em Natal (RN), que ajudou o Bolsa Família a “nascer”. O depoimento foi dado durante entrevista coletiva, onde o socialista afirmou que jamais extinguiria o programa, menina dos olhos do ex-presidente Lula, porque ele e Marina Silva participaram com Lula da elaboração e fusão de vários programas sociais para gerá-lo. Eduardo tocou no assunto ao criticar, mais uma vez, o “terrorismo eleitoral” e o ato “criminoso” que o PT estaria cometendo ao pregar o fim do benefício recebido por 14 milhões de pessoas caso haja mudança na Presidência.

Lula anunciou o programa no início do seu primeiro mandato, em janeiro de 2003. Eduardo, na época, era deputado federal e um dos principais articuladores do governo Lula. Tanto que, no ano seguinte - janeiro de 2014 - assumiu o Ministério da Ciência e Tecnologia.

“O Bolsa Família… Eu estava no governo, eu era ministro do Lula, a Marina, nossa candidata a vice, era ministra quando participamos da elaboração, da fusão de vários programas para nascer o Bolsa Família. Quem pode imaginar que vamos desfazer algo que nós ajudamos a fazer. As pessoas cada vez mais estão percebendo que essa é uma mentira e como toda mentira, essa tem perna curta”, comentou Eduardo durante a entrevista no Rio Grande do Norte.

Segundo o presidenciável socialista, os petistas estão tentando provocar medo e pânico na população. “Estão inoculando o medo entre os mais pobres, como se alguém fosse retirar o Bolsa Família de 14 milhões de famílias, o que é uma vergonha. Chega a ser uma atitude criminosa porque leva pânico às famílias que tem (o programa) como renda certa”. A agenda ainda contou com uma visita ao santuário de Santa Rita de Cássia, no município de Santa Cruz.

 

 




 


 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.