• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Levantamento » Pesquisa Ibope confirma alta das intenções de votos para Aécio Neves Intenção de votos de Eduardo Campos também aumenta. Dilma Rousseff também sobe, mas a vantagem dela recua

Paulo de Tarso Lyra

Publicação: 23/05/2014 07:13 Atualização: 23/05/2014 09:16

A diferença entre a intenção de votos dos nove candidatos de oposição e da presidente Dilma Rousseff é, agora, de apenas quatro pontos percentuais. Foto: George Gianni (George Gianni/PSDB)
A diferença entre a intenção de votos dos nove candidatos de oposição e da presidente Dilma Rousseff é, agora, de apenas quatro pontos percentuais. Foto: George Gianni

Pesquisa Ibope divulgada nessa quinta-feira repetiu o crescimento dos candidatos de oposição – Aécio Neves (PSDB-MG) e Eduardo Campos (PSB-PE) – detectado em outros levantamentos recentes e aponta a possibilidade de a disputa presidencial ser decidida apenas no segundo turno. A diferença entre a intenção de votos dos nove candidatos de oposição e da presidente Dilma Rousseff é, agora, de apenas quatro pontos percentuais (40% a 36%), contra 13  em abril. Entre os oposicionistas, o que apresentou melhor desempenho foi o senador Aécio Neves (MG), que subiu seis pontos percentuais (14% em abril para 20% agora). Eduardo Campos subiu cinco (de 6% para 11%) e Dilma, três (de 37% para 40%).

Pastor Everaldo (PSC) atingiu 3%. Eduardo Jorge, do PV, 1%, empatado com José Maria, do PSTU. Eymael (PSDC); Levy Fidelix (PRTB); Mauro Iasi (PCB); e Randolfe Rodrigues (PSOL) não pontuaram. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Brancos e nulos somam 14%, e 10% dos 2.002 entrevistados não souberam responder.

Aécio comemorou o resultado e destacou que tem crescido em todas as pesquisas divulgadas recentemente. “Os dados confirmam, com algum atraso, o crescimento da nossa candidatura, já apontado por todos os outros institutos. Confirmam também o crescimento do conjunto das oposições, mesmo com o grau de conhecimento dos candidatos muito menor do que o da atual presidente”, ressaltou o senador mineiro.

O presidenciável tucano acredita que, mais do que a consolidação de realização do segundo turno nas eleições para o Planalto, o mais relevante no levantamento Ibope é o “alto percentual de brasileiros que clamam por mudanças profundas no país. Acredito que isso continuará a ser refletido nas próximas pesquisas”, apostou.

A assessoria da campanha de Eduardo Campos destacou o bom desempenho do socialista. “No nosso caso, o ponto em comum em todas as pesquisas é que cresce a intenção de voto à medida em que cresce o número de pessoas que conhecem Eduardo Campos.”

Para o professor de Ciências Políticas da UnB Octaciano Nogueira, é comum, neste momento da disputa, a oscilação nos índices de intenção de voto dos candidatos. Para ele, esse dinamismo é próprio das democracias. “Daqui para frente, cada vez mais, valerá o poder de convencimento dos candidatos perante o eleitorado”, afirmou Nogueira.

Planalto

No Palácio do Planalto também houve espaço para comemoração. Depois de diversas pesquisas que apresentavam queda nas intenções de voto, a presidente Dilma Rousseff não apenas deixou de cair como apresentou uma leve melhora, acima da margem de erro de dois pontos percentuais. Os petistas destacaram que o levantamento foi feito entre os dias 15 e 19 de maio, depois, portanto, da propaganda partidária “fantasmas do passado”, veiculada na semana passada e bastante criticada pela oposição. Além disso, segundo aliados da presidente, Aécio ainda continua distante do patamar de 30% de votos obtidos tradicionalmente pelos tucanos nas disputas presidenciais.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.