• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Aliança » Aécio lança Anastasia ao Senado e Dinis vice na chapa de Pimenta ao governo de Minas Evento que reúne a militância do PSDB e do PP, partidos de Anastasia e Dinis Pinheiro, respectivamente, acontece nesta segunda-feira no ginásio do Cruzeiro

Iracema Amaral - Estado de Minas

Publicação: 19/05/2014 10:57 Atualização:

O lançamento oficial das pré-candidaturas a vice-governador do deputado Diniz Pinheiro (PP), na chapa de Pimenta da Veiga (PSDB), e a senador do ex-governador Antonio Anastasia (PSDB) acontece nesta segunda-feira. Liderado pelo senador Aécio Neves, pré-candidato à Presidência da República, a aliança batizada de Movimento Todos por Minas promete reunir na manhã desta segunda-feira em torno de 2.500 políticos, entre prefeitos, parlamentares e militantes na sede do Ginásio do Cruzeiro, no Barro Preto, no Bairro Centro-Sul.

Cogitado desde outubro do ano passado candidato a vice, Dinis Pinheiro migrou do PSDB para o PP, um dos principais aliados dos tucanos, para abrir espaço para viabilizar o nome dele na chapa de Pimenta da Veiga. Agregando Dinis à chapa, o PSDB contemplou a legenda do atual governador de Minas, Alberto Pinto Coelho.

Antes de Diniz ser confirmado candidato a vice, ele e o atual governador de Minas, então vice-governador, postulavam sair candidatos pela aliança costurada e tendo à frente o senador Aécio Neves, que acabou resolvendo o imbróglio com a indicação de Pimenta da Veiga. Vale lembrar que neste xadrez político de rearranjo de lideranças políticas, o presidente do PSDB em Minas, deputados Marcus Pestana, também era candidato ao Palácio da Liberdade.

Anastasia

Sempre discreto sobre o seu futuro político, o ex-governador Antônio Anastasia desincompatibilizou-se do cargo no último dia 4 de abril. Na época, ele admtiu apenas que deixava o governo para participar da coordenação do programa de governo de Aécio Neves a presidente.

No entanto, em fevereiro deste ano, em encontro com a bancada mineira no Congresso, na sede do escritório do governo de Minas, em Brasília. Durante café da manhã, que também contou com a presença do então vice-governador Alberto Pinto Coelho, e do senador Aécio Neves, Anastasia declarou que deixaria o governo de forma “tranquila” por saber que Alberto Pinto Coelho daria sequência ao trabalho realizado nos últimos anos.


Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.