• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Discurso » PT insiste no tom do terrorismo em propaganda partidária Apesar de críticas, inclusive dentro do partido, legenda repete o discurso dos fantasmas do passado em nova peça partidária

Publicação: 16/05/2014 08:12 Atualização: 16/05/2014 08:37

O porgrama marca o estabelecimento de uma fronteira entre o governo do PT e o da oposição é nítido, com direito a resposta às críticas que têm recebido na economia e a aposta no tom de ameaças.Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula (Ricardo Stuckert/Instituto Lula)
O porgrama marca o estabelecimento de uma fronteira entre o governo do PT e o da oposição é nítido, com direito a resposta às críticas que têm recebido na economia e a aposta no tom de ameaças.Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

O PT decidiu manter o tom do “discurso do medo” na propaganda partidária de 10 minutos, exibida ontem, com a associação da vitória da oposição ao risco de retrocesso não só nas políticas sociais, como também no combate à corrupção.

No anúncio, protagonizado pelo ex-presidente Lula, pela presidente Dilma Rousseff e pelo presidente do partido, Rui Falcão, o estabelecimento de uma fronteira entre o governo do PT e o da oposição é nítido, com direito a resposta às críticas que têm recebido na economia e a aposta no tom de ameaças. O filme está repleto de afirmações como “Não basta crescer no mundo dos economistas, é preciso crescer na vida das pessoas” e “O que eles (oposição) querem é criar uma cortina de fumaça para trazer o passado de volta”, além de “O que você prefere? Avançar no combate à corrupção ou voltar ao passado”.

A estratégia já tinha sido apresentada na última terça-feira. Em uma inserção de um minuto, na qual a legenda mostra pessoas felizes até avistarem elas mesmos desempregadas. O anúncio foi exibido no dia em que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu a exibição da propaganda partidária estrelada por Dilma, por sugerir a ideia de “continuidade das mudanças do governo”. A decisão foi tomada após representação do PSDB.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.