• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Pré-campanha » Eduardo volta a subir o tom contra Dilma na Bahia

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 12/05/2014 18:28 Atualização:

 (Divulgação)

Em visita ao município baiano de Vitória da Conquista, onde discursou para uma plateia de estudantes da Faculdade Independente do Nordeste (Fainor), Eduardo voltou a elevar o tom contra a presidente Dilma Rousseff e a se colocar como uma nova via na política nacional. "A atual presidenta foi eleita para continuar as mudanças do Brasil, pra melhorar o Brasil, infelizmente ela não tem melhorado o Brasil. Ela se entregou ao velho jogo da política. Aquelas raposas que de Brasília estão roubando os nossos sonhos, que já sugaram do Brasil o que tinham que sugar. Nós precisamos tirar da vida pública, tirar do governo brasileiro essas pessoas. Vamos governar o Brasil com as pessoas boas que o país tem. E vamos botar na oposição aqueles que querem ser sempre governo", esbravejou o socialista.

O pré-candidato à Presidência da República repetiu alguns mantras que têm feito parte de seu discurso durante visitas a municípios brasileiros, como os problemas da inflação e da desvalorização da Petrobras. "Quem quiser manter o Brasil do jeito que está, com inflação em alta, crescimento em baixa, juro lá em cima, toda sorte de coisa errada, já tem em quem votar. Basta ver o que está acontecendo na Petrobras (...) Lula deixou a empresa valendo R$ 458 bilhões e hoje vale a metade".

Eduardo ainda falou sobre suas realizações enquanto esteve à frente do governo de Pernambuco e citou como exemplos de programas bem-sucedidos, o Pacto pela Vida e a ampliação das escolas técnicas no estado. "Eram três escolas, agora são 300", disse o socialista.

Na Bahia, diferentemente de outros estados como São Paulo e Minas Gerais onde há problemas de entendimento com o PSDB e a Rede, o cenário é favorável ao ex-governador de Pernambuco. Ele aposta na força do terceiro maior colégio eleitoral do país para alavancar sua candidatura.

A chapa composta pela senadora Lídice da Mata (PSB), como candidata ao governo estadual e por Eliana Calmon (PSB) no pleito pelo senado é apontada como uma das maiores chances de conquista socialista nestas eleições, apesar de adversários complicados como Rui Costa (PT), que mesmo tendo que lidar com a rejeição do atual governo petista de Jaques Wagner, contará com a máquina estadual, e Paulo Souto (DEM) que conta com o apoio do atual prefeito de Salvador ACM Neto e do PSDB.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.