• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mensalão » Presidente do STF revoga trabalho externo para advogado condenado no mensalão

Agência Brasil

Publicação: 08/05/2014 21:18 Atualização:

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, revogou o benefício de trabalho externo ao advogado Rogério Tolentino, condenado a pena de seis anos e dois meses de prisão na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Segundo Barbosa, Tolentino não pode trabalhar na empresa do ex-deputado Romeu Queiroz, que também teve o benefício revogado hoje (8).

Tolentino foi autorizado pela Justiça de Minas a trabalhar durante o dia na RQ Participações S.A, no entanto, Barbosa entendeu que ele não tem direito ao benefício, por não ter cumprido um sexto da pena. O condenado é ex-advogado de Marcos Valério, condenado a mais de 40 anos de prisão na ação penal.

Em outra decisão tomada hoje (8), Barbosa revogou decisão da Justiça de Minas Gerais que autorizou a concessão do benefício de trabalho externo ao ex-deputado federal Romeu Queiroz, condenado a seis anos e seis meses de prisão na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.