• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Eleitor que não fez biometria ainda pode garantir direitos sociais Eleitor que não fez recadastramento biométrico até ontem poderá retirar passaporte, ser nomeado para cargos públicos e renovar o cadastro do Bolsa Família

Filipe Barros - Diario de Pernambuco

Publicação: 08/05/2014 08:10 Atualização: 08/05/2014 08:31

O eleitor que perdeu o prazo para fazer biometria no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) não poderá mais votar, porém ainda tem chance de garantir direitos sociais. Quem não compareceu para fazer o recadastramento até ontem, mas votou nas últimas eleições, teve o título cancelado mas pode comparecer ao prédio principal do TRE da próxima segunda-feira até o dia 25 de setembro para retirar uma certidão circunstancial. O documento não garante o direito do voto, mas poderá preservar outros, como retirar passaporte, ser nomeado para cargos públicos e renovar o cadastro do Bolsa Família.

Segundo o tribunal, até a última terça-feira, aproximadamente 95 mil eleitores da capital permaneciam com seus títulos cancelados. “Atendemos hoje (ontem) aproximadamente 7 mil pessoas, mas o número exato depende do fechamento dos dados do TSE, já que ainda há pessoas transferindo títulos e realizando outros procedimentos”, explicou o assessor da Corregedoria do TRE-PE, Orson Lemos.

No dia 5 de outubro, data do primeiro turno das eleições, o cidadão que ainda estiver irregular com a Justiça Eleitoral deverá comparecer à sua seção eleitoral e justificar a impossibilidade de voto, dispensando assim o pagamento de multa. Em novembro, após o pleito do 2º turno, ele poderá recuperar o título eleitoral.

 

Reclamação

Pela manhã, o clima era ameno em pontos de atendimento do TRE no Recife, como na Avenida Rui Barbosa. Alguns eleitores reclamaram, contudo, que não conseguiram agendar o procedimento pelo site e pelo telefone do TRE-PE. Por outro lado, alguns eleitores que não realizaram o agendamento garantiram que foram atendidos normalmente.

À tarde, a situação foi diferente. Na Central de Atendimento ao Eleitor no Forte das Cinco Pontas houve tumulto e queixas com o atendimento. “Cheguei aqui às 10h e simplesmente não estão atendendo as pessoas que não conseguiram fazer o agendamento. Prometeram emitir uma certidão afirmando que apenas o título seria cancelado e que não teríamos prejuízos sociais, mas isso também não foi feito. São muitas informações desencontradas e ficamos aqui de mãos atadas”, protestou o auxiliar administrativo Maurício Correia Martins. A coordenadora de biometria do TRE, Raquel Salazar, reafirmou que o eleitor que não fez o processo biométrico só será penalizado com a impossibilidade de voto nas eleições deste ano.

 

Saiba mais

1.060.000 é o número aproximado de eleitores do Recife, segundo estimativas do TRE

95 mil eleitores haviam perdido o título até a última terça por não fazer o recadastramento na capital

7 mil eleitores (aproximadamente) foram atendidos ontem no Recife para realização do recadastramento biométrico

35 municípios pernambucanos passaram pelo processo de recadastramento biométrico

14,3 milhões de eleitores é a meta do TSE para o recadastramento biométrico em todo o país

11,2 milhões foram recadastrados até o momento

Fonte: TSE e TRE-PE

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.