• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Partido já fez indicações » PPS defende CPI Mista da Petrobras

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 06/05/2014 11:56 Atualização:

O líder do PPS na Câmara, deputado federal Rubens Bueno (PR), já fez as indicações do bloco PPS-PV para a CPI Mista da Petrobras e vai cobrar na reunião desta terça-feira com os líderes e o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), a imediata instalação da Comissão. Pelo bloco foram indicados Bueno, como titular, e o deputado Antonio Roberto (PV-MG) para a vaga de suplente.

Na avaliação do parlamentar, não há sentido algum postergar ainda mais a instalação da CPI Mista em benefício de uma investigação apenas no Senado. "Se temos dois requerimentos lidos, um só do Senado e outro das duas Casas, é lógica a opção pela CPI com deputados e senadores. Ela terá condições de realizar um trabalho mais amplo e aprofundado. Quem insiste na comissão só do Senado revela o interesse de controlar a apuração, de varrer a sujeira para debaixo do tapete, já que o governo tem imensa maioria", alertou Rubens Bueno.

O deputado lembra ainda que em situações semelhantes, como no caso do mensalão, foi a CPI Mista que deu melhor resultado. "Foi a CPI dos Correios, que era mista, e não a do Mensalão, só do Senado, que revelou os detalhes do escândalo. Instalar duas comissões para fazer a mesma coisa é perda de tempo e de foco. É estratégia para embaralhar a investigação, ressaltou Rubens Bueno.

O líder do PPS afirma ainda que já tem definido uma série de requerimentos para apresentar logo no início da CPI Mista. Para ele, o trabalho deve iniciar com a requisição de cópias integrais das investigações sobre irregularidades na Petrobras conduzidas pela Polícia Federal, Ministério Público Federal, Justiça Federal, Tribunal de Contas da União e outros órgãos de fiscalização. "Também será preciso aprovar as quebras de sigilo dos principais envolvidos. Temos consciência que muito coisa ainda não foi desvendada pela polícia e pelo ministério público devido a dificuldade para a obtenção da quebra desses sigilos. Esse deve ser o ponto de partida. Na votação dos requerimentos vai ficar claro quem deseja apurar e quem vai atuar a favor daqueles que dilapidaram a Petrobras", finalizou.

 

Com informaçõs de assessoria

Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.