• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dinheiro por aplausos » Mais imagens devem ajudar a identificar responsáveis por vale-claque Gravações do circuito interno da Câmara serão utilizadas para identificar os responsáveis por distribuir dinheiro a manifestantes que aplaudiram votação

André Shalders - Correio Web

João Valadares - Correio Braziliense

Amanda Almeida

Publicação: 06/05/2014 07:53 Atualização:

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados (Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

As imagens do circuito interno de segurança da Câmara e as gravações feitas pela reportagem do Correio serão as principais ferramentas para a apuração do pagamento de supostos manifestantes que aplaudiram, na noite de terça-feira da semana passada, na galeria do plenário, a votação de um projeto de lei que amplia a jornada de trabalho dos caminhoneiros. A Corregedoria Parlamentar da Casa aguarda a chegada de representação para pedir as gravações, para ajudar na identificação dos responsáveis.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) protocolará, na manhã de hoje, representação na Mesa Diretora da Câmara para cobrar a apuração dos fatos e a possível ocorrência de quebra de decoro do deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP) — cerca de 30 pessoas que estavam na galeria subiram ao gabinete dele, no 9º andar do Anexo IV da Câmara, para receber dinheiro. No escritório, foram orientadas a seguir para o 10° pavimento, onde não há gabinetes parlamentares. No local, uma fila se formou para o pagamento, feito por duas moças com crachás da Câmara. A representação do MPT é assinada por dirigentes sindicais de entidades de transporte contrárias ao projeto que aumenta a jornada de trabalho dos caminhoneiros. O encontro está marcado para às 10h30 de hoje.

O MPT também ingressará com representação no Ministério Público Federal (MPF). O procurador do trabalho Paulo Douglas de Almeida disse que o objetivo, além de promover a apuração, é evitar que o debate sobre a revisão na lei do descanso continue sendo feita de forma açodada. “Nosso objetivo é reabrir a discussão sobre o projeto. Esse é um debate muito importante para que seja feito dessa forma, com uma fraude dessas. Esperamos que o Senado (para onde a matéria será encaminhada) tenha mais serenidade”, diz. 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.