• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Pré-campanha » Democratas e Solidariedade oficializam apoio a Câmara

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 05/05/2014 18:58 Atualização: 05/05/2014 22:08

Foto: Guilherme Verissimo/Esp.DP/D.A Press
Foto: Guilherme Verissimo/Esp.DP/D.A Press

A Frente Popular, chapa encabeçada pelo pré-candidato do PSB ao governo do estado, Paulo Câmara, recebeu, na tarde desta segunda-feira (5) o apoio dos Democratas (DEM) e da Rede Solidariedade para a corrida ao Campo das Princesas nas eleições de outubro. Com isso, agora são 20 os partidos que integram a coalizão. A oficialização da entrada das siglas no grupo ocorreu em um hotel da Zona Sul do Recife e contou com forte presença da cúpula socialista, incluindo o prefeito do Recife, Geraldo Julio, que enfrentou Mendonça Filho (DEM) na última eleição.

Toda a tropa de elite da Frente Popular esteve presente no evento para fortalecer a imagem da parceria entre os antigos adversários. Além de Câmara, o  vice na chapa, Raul Henry, o pré-candidato ao senado, Fernando Bezerra Coelho, a deputada estadual Raquel Lyra (representando o governador João Lyra) e o presidente do PSB em Pernambuco, Sileno Guedes, marcaram presença.

A grande surpresa do evento foi a aparição do ex-governador e ex-prefeito do Recife, Roberto Magalhães, que também declarou abertamente seu apoio à Frente Popular e ao ex-governador Eduardo Campos na corrida presidencial. “A vitória está por vir”, garantiu.

O deputado federal e presidente do DEM em Pernambuco, Mendonça Filho, que durante muito tempo fez oposição à Frente Popular, disse que resolveu apoiar a chapa encabeçada pelos socialistas pelo qualidade do projeto apresentado. “O que falou mais alto foi o projeto, sem dúvida. Conversamos com as pessoas e chegamos à conclusão que este era o melhor caminho. Quando adversários, sempre tivemos embates, mas com dignidade e respeito. Hoje o país está diante de um quadro de grande dificuldade, com ações que não saem do papel. Acredito que Câmara é o homem indicado para liderar a continuação do processo de desenvolvimento do estado”, explicou.

“Estamos entrando de corpo e alma nessa história. Temos que nos contrapor a esse Brasil estagnado que está aí. Vamos ajudar Pernambuco a continuar crescendo. Vamos nos unir a este exército para eleger toda a chapa majoritária da Frente Popular. Vamos caminhar também junto a Eduardo Campos, um pernambucano que está preparado para governar o Brasil”, discursou o presidente estadual do Solidariedade, Augusto Coutinho. Ele também revelou que a decisão de apoiar a chapa encabeçada pelos socialistas foi discutida amplamente com os representantes do partido no estado.

Quem também discursou durante o evento foi o prefeito Geraldo Julio. Ele disse que a adesão do DEM e do Solidariedade à Frente Popular ocorreu após uma decisão conjunta, debatida nos mínimos detalhes entre os dois partidos e a Frente Popular.

O gestor também fez duras críticas ao adversário de Câmara, Armando Monteiro Neto, que vem acusando a Frente Popular de cooptar prefeitos do PTB com a promessa de obras e recursos em troca de apoio. "Ele vai chorar ainda mais. Paulo não está aqui por um projeto pessoal e individualista. Nossos candidatos majoritários foram escolhidos por nosso conjunto através de uma grande convocação. Ele tem a capacidade e a habilidade necessária para conduzir o estado", disparou.

Após saber das declarações do prefeito, Armando divulgou nota rebatendo as críticas. "O prefeito está querendo desempenhar um papel político sem ter treino. Deram a ele esta missão e ele ainda está treinando. E já começa por dizer algumas impropriedades, quando afirma que as administrações petistas fizeram mal ao Recife. Ele esquece de lembrar que o partido dele apoiou os doze anos das administrações petistas. O partido dele tinha o vice-prefeito do Recife, era uma gestão compartilhada com o PSB. Quem esteve associado a esse projeto do PT durante todo esse tempo foi o chefe dele, Eduardo Campos. Portanto ele deveria endereçar as críticas a Eduardo, que esteve sempre associado às administrações petistas no Recife e aos governos petistas no Brasil".

INDEPENDENTE

Colocada em uma sinuca com a inusitada aliança, a vereadora do Recife pelo DEM, Priscila Krause, afirmou que continuará exercendo o papel de oposição na Câmara. “Conversei com Mendonça e ele me deixou à vontade para continuar a fazer o meu trabalho de oposição à administração de Geraldo Julio. Atuarei de forma independente”, explicou a vereadora que deverá concorrer ao cargo de deputada estadual.

Leia mais na edição desta terça-feira (6) do Diario de Pernambuco

Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.