• (5) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Dilma cai 6,7 pontos percentuais nas intenções de voto na corrida presidencial

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 29/04/2014 11:08 Atualização: 29/04/2014 14:36

Pesquisa divulgada na manhã desta terça-feira (29) pela Confederação Naional dos Transportes (CNT) aponta queda de Dilma Rousseff (PT) em seis pontos percentuais nas intenções de votos do eleitorado para corrida presidencial. No levantamento estimulado, quando são apresentados os nomes dos candidatos ao entrevistado, a presidente aparece agora com 37% das intenções. Na última pesquisa, em fevereiro, aparecia com 43,7%.

Os principais adversários de Dilma na corrida eleitoral fizeram o caminho oposto e apresentam aumento em seus percentuais. O tucano Aécio Neves cresceu 4,5 pontos percentuais desde a última pesquisa e aparece agora com 21,5% das intenções de voto. O pré-candidato do PSB, Eduardo Campos, também registrou crescimento. O socialista apresenta dois pontos percentuais a mais que na última pesquisa, atingindo 11,8% da preferência do eleitorado. No cenário apontado acima, apenas os nomes de Dilma, Aécio e Eduardo eram apresentados aos entrevistados.

No segundo cenário, levando em consideração as pré-candidaturas dos pequenos partidos, há uma pequena variação nos números dos três candidatos. Dilma fica com 36,5%, Aécio, 21,5%, Eduardo, 11,2%, José Maria Eymael (PSDC), 0,6%, Levy Fidelix (PRTB), 0,4%, Randolfe Rodrigues (PSol), 0,4%.

No levantamento espontâneo, os eleitores consideram os nomes do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da ex-senadora Marina Silva. Ambos não vão disputar a eleição. Nesse cenário, a presidente Dilma tem 20,5%, o senador Aécio Neves, 9,3% e Eduardo, 3,6%. Lula aparece com 6,5% e Marina, 4,5%. Considerando a margem de erro de 2,2%, não houve mudanças na preferência dos eleitores em relação à pesquisa de fevereiro.

Dilma também piorou o seu desempenho no quesito limite de voto. Segundo a pesquisa, o percentual de entrevistados que votariam apenas na atual presidente diminuiu de 26,7% para 23,2%. Por outro lado, aumentou o número de eleitores que não votariam em Dilma de jeito nenhum, de 37,3% para 43,1%. Outros 29,4%, contra 31,4% em fevereiro, disseram que ela é uma candidata em que poderiam votar.

Foram ouvidas 2002 pessoas entre os dias 20 e 25 de abril. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Esta matéria tem: (5) comentários

Autor: Joao Fonseca
É possível que tenhamos uma grande mudança. 2º Turno com o Aécio Neves e Eduardo Campo. E claro Eduardo Campos Presidente. A coisa está caminhando por aí. Vamos mudar sim. EDUARDO E MARINA. | Denuncie |

Autor: Jairo R L Almeida
Dá para acreditar ? Será que usaram a mesma metodologia do IPEA ? Vão enganar outros, deve ser resultado encomendado. Se essa incompetente ganhar, cruz credo ! Deus nos proteja. Se elegerem os mesmos políticos, vamos ter mais do mesmo : roubos, assassinatos, sequestros, saúde em miséria, protestos | Denuncie |

Autor: Glauco Maciel
É o início da derrocada do Império, digo, República Federativa LulAlibabadiana do PT, digo, Brasil. Fooooora cambada!!!!! | Denuncie |

Autor: aurio campos
Essas pesquisas não mostram a realidade. Faz mais de 3 meses que a Dilma tinha caído pra 36%. Há dois meses, a notícia era de que tinha caido pra 37@. Depois, para 37% novamente. Agora, novamente indica queda pra 37%. Na verdade ela já está abaixo de 20 % há muito tempo. como o PT manda é isso que dá | Denuncie |

Autor: Eduardo Levy
Voto em Aécio , na cabeça .O clone de Lulla o coroné Dudu Campos quer entrar p colocar toda família do governo federal.Como se não bastasse a mãe que colocou no TCU, de forma vergonhosa. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.