• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Doleiro » Refinaria Abreu e Lima fazia parte do esquema de Youssef

Publicação: 25/04/2014 22:02 Atualização:

A Justiça Federal acatou ontem a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef, e abriu processo penal contra eles por constituírem organização criminosa, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. A Procuradoria relata que Costa usava a posição privilegiada na Petrobras e a influência no setor para fechar contratos fraudulentos com a estatal. Um dos projetos investigados foi a Refinaria Abreu e Lima, inicialmente orçada em R$ 2,5 bilhões, mas que já está em R$ 20 bilhões.

Procuradores sustentam que o contrato "apresentou indícios de superfaturamento ou sobrepreço na execução e no fornecimento de materiais". A auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) apontou sobrepreço de R$ 446,2 milhões. O projeto inicial da refinaria foi de responsabilidade Paulo Roberto Costa, que foi diretor de Distribuição da Petrobras entre 2012 e 2014 e cuidou dos projetos técnicos da Refinaria Abreu e Lima.

Leia a íntegra da matéria na edição impressa deste sábado do Diario de Pernambuco

Informações do Correio Braziliense
 

Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.